Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Preços dos bilhetes dos comboios vão chegar aos 150 e 600 kz até ao final do ano

(Lusa)

Expansão

Os passageiros dos comboios suburbanos de 2.ª e 3.ª classes vão pagar o bilhete, a partir de sexta-feira, a 210 e 60 kz. Mas até final do ano, a tarifa tem de chegar aos 600 e 150 kz, respectivamente, com o fim da subsidiação.

Os preços dos bilhetes dos Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) vão subir, até ao final do ano, com os de 2.ª classe a serem fixados em 600 kz e os de 3.ª classe em 150 kz, numa lógica de subida gradual dos preços, que tem início esta sexta-feira, apurou o Expansão junto de fonte oficial.

A subida é resultado do acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), que obriga o Governo a pôr fim à subsidiação em vários sectores, entre eles o dos transportes públicos.

Os utilizadores dos comboios suburbanos de 3.ª classe vão assistir a uma duplicação de 100% das tarifas dos bilhetes, pagando 60 kz e os de 2.ª classe 5%, passando a custar 210 kz nas estações do Bungo/ Catete/ Bungo.

“Face às despesas da empresa, o actual preço dos bilhetes que se pratica é inconciliável porque na realidade o bilhete real deveria estar avaliado em 600 kz para 2.ª e 150 kz para 3.ª classe. No entanto, este diferencial enorme que existe tem contribuindo para os problemas da empresa, por isso estamos a fazer este reajuste paulatinamente”, justifica fonte oficial.

A primeira subida da tarifa dos bilhetes atinge os comboios suburbanos por registarem maior subsidiação do Estado no sector dos transportes ferroviários.

Sem uma data para o reajuste, as tarifas dos bilhetes dos comboios de médio curso Luanda-Dondo (1.500 kz) e longo curso Luanda-Ndalatando (1.500 kz) e Malanje (3.000 kz) permanecem inalteráveis.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »