Portal de Angola
Informação ao minuto

Andebol: Campeãs do mundo de clubes já no país

Equipa de Andebol Femenina do 1º de Agosto (Foto: António Escrivão)

A equipa sénior feminina de andebol do 1º de Agosto, que conquistou a primeira edição do Campeonato do Mundo de Clubes, designado “Super Globo”, regressou, na tarde desta terça-feira, ao país, “revestida” de ouro.

No Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, escreve Angop, as “rubro e negro” foram recebidas por altos dirigentes do clube militar, por familiares e amigos, com canções de incentivo e agradecimento pelo inédito troféu arrebatado na China.

Para chegar a essa proeza, o emblema angolano derrotou na final o Chinese National Club, por 27-22, em jogo disputado no Pavilhão de Wuxi, na China, depois de ter batido, na estreia, o Jiangsu Team (41-20) e nas meias-finais as brasileiras do AAU UnC/Concordia.

Na competição, que decorreu de 1 a 4 deste mês, sem equipas europeias, o 1º de Agosto representou o continente africano, na condição de campeão continental da modalidade, num total de oito participantes.

Esta primeira edição do “IHF Women’s Super Globe” foi disputada pelas anfitriãs Chinese National Club e Jiangsu Team, o Kaysar Club do Cazaquistão (campeão da Ásia), a University of Queensland da Austrália (campeã da Austrália).

De igual modo, pela AAU UnC/Concordia do Brasil (campeã da América do Sul e Central), o New York City Team Handball (América do Norte e Caribe), o Omron Yamaga do Japão (convidado para substituir a Europa) e o campeão africano.

As 16 heroínas militares nessa operação “Super Globo” foram as guarda-redes Eleneidys Guevara, Amália Pinto e Helena Sousa, as pontas Janeth Santos, Vilma Silva, Claudeth José, Juliana Machado e Iracelma da Silva.

Integraram igualmente o grupo, as meias-distâncias Isabel Guialo, Helena Paulo, Cristiane Mwacessa, Vivalda Eduardo, Wuta Dombaxi e Natália Bernardo, assim como as pivôs Albertina Kassoma, Liliana Venâncio e Mafuta Pedro.

A equipa foi comandada por Morten Ronekilnt Soubak, que teve como coadjuvantes Danilo Galiard Júnior, Etelvina Inácio Mateus e Marina Gonçalves Calister. Enquanto isso, a comitiva foi chefiada pelo director da modalidade, José da Mata Sousa.

No historial das militares destacam-se, entre outros internos e continentais, sete títulos de campeãs nacional (2011, 2013, 2014, 2015,2016,2017,2018), cinco africanos de clubes (2014 a 1018) e a mais recente consagração no mundial de clubes.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »