InicioDesportoAndebolAndebol: Campeãs do mundo de clubes já no país

Andebol: Campeãs do mundo de clubes já no país

A equipa sénior feminina de andebol do 1º de Agosto, que conquistou a primeira edição do Campeonato do Mundo de Clubes, designado “Super Globo”, regressou, na tarde desta terça-feira, ao país, “revestida” de ouro.

No Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, escreve Angop, as “rubro e negro” foram recebidas por altos dirigentes do clube militar, por familiares e amigos, com canções de incentivo e agradecimento pelo inédito troféu arrebatado na China.

Para chegar a essa proeza, o emblema angolano derrotou na final o Chinese National Club, por 27-22, em jogo disputado no Pavilhão de Wuxi, na China, depois de ter batido, na estreia, o Jiangsu Team (41-20) e nas meias-finais as brasileiras do AAU UnC/Concordia.

Na competição, que decorreu de 1 a 4 deste mês, sem equipas europeias, o 1º de Agosto representou o continente africano, na condição de campeão continental da modalidade, num total de oito participantes.

Esta primeira edição do “IHF Women’s Super Globe” foi disputada pelas anfitriãs Chinese National Club e Jiangsu Team, o Kaysar Club do Cazaquistão (campeão da Ásia), a University of Queensland da Austrália (campeã da Austrália).

De igual modo, pela AAU UnC/Concordia do Brasil (campeã da América do Sul e Central), o New York City Team Handball (América do Norte e Caribe), o Omron Yamaga do Japão (convidado para substituir a Europa) e o campeão africano.

As 16 heroínas militares nessa operação “Super Globo” foram as guarda-redes Eleneidys Guevara, Amália Pinto e Helena Sousa, as pontas Janeth Santos, Vilma Silva, Claudeth José, Juliana Machado e Iracelma da Silva.

Integraram igualmente o grupo, as meias-distâncias Isabel Guialo, Helena Paulo, Cristiane Mwacessa, Vivalda Eduardo, Wuta Dombaxi e Natália Bernardo, assim como as pivôs Albertina Kassoma, Liliana Venâncio e Mafuta Pedro.

A equipa foi comandada por Morten Ronekilnt Soubak, que teve como coadjuvantes Danilo Galiard Júnior, Etelvina Inácio Mateus e Marina Gonçalves Calister. Enquanto isso, a comitiva foi chefiada pelo director da modalidade, José da Mata Sousa.

No historial das militares destacam-se, entre outros internos e continentais, sete títulos de campeãs nacional (2011, 2013, 2014, 2015,2016,2017,2018), cinco africanos de clubes (2014 a 1018) e a mais recente consagração no mundial de clubes.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.