- Publicidade-
InicioMundoÁfricaSecretário-geral da ONU condena assassinato de dois funcionários da missão na Líbia

Secretário-geral da ONU condena assassinato de dois funcionários da missão na Líbia

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, condenou o ataque na cidade líbia de Benghazi, que resultou na morte de dois funcionários da missão das Nações Unidas, afirmou o seu porta-voz, Stéphane Dujarric.

Dujarric salientou que a ONU solicita às autoridades líbias a empreender todo o esforço para encontrar os culpados do crime.

“O secretário-geral condena veementemente o ataque, realizado pela explosão de um veículo na Líbia em Benghazi. Dois funcionários das Nações Unidas perderam suas vidas após a detonação, e três outros estão entre os feridos”, informou o comunicado divulgado no fim-de-semana.

O secretário-geral também pediu que as partes do conflito cumpram a trégua e retornem à mesa de negociações.

Horas antes, na cidade de Benghazi, uma viatura armadilhada explodiu nas proximidades de um mercado. Duas pessoas morreram e dez ficaram feridas, incluindo uma criança.

De acordo com a Angop, o Exército Nacional da Líbia (ENL), chefiado pelo marechal Khalifa Haftar, anunciou no sábado um cessar-fogo, com duração até hoje (segunda-feira), por ocasião do feriado muçulmano Eid al-Adha, ou Festa do Sacrifício.

O Governo de Unidade Nacional da Líbia também aceitou a trégua humanitária.

Eid al-Adha este ano é comemorada no dia 11 de Agosto e celebra o fim da peregrinação às cidades sagradas de Meca e Medina.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.