Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Ex-presidente panamenho Martinelli absolvido de espionagem e peculato

O ex-presidente do Panamá Ricardo Martinelli levanta as mãos diante do tribunal que o absolveu dos crimes de espionagem e peculato. (AFP / Mauricio VALENZUELA)

O ex-presidente Ricardo Martinelli foi absolvido nesta sexta-feira das acusações de espionagem política e peculato, informou um tribunal do Panamá.

“Declaramos o senhor Ricardo Martinelli Berrocal inocente”, pelo qual se “suspendem as medidas cautelares que pesam contra ele”, anunciou Raúl Vergara, um dos três juízes do Tribunal, citado pela AFP.

“Obrigado aos meus advogados, obrigado à justiça panamenha. Isto foi uma conspiração criminosa do (ex-presidente) Juan Carlos Varela”, disse Martinelli, que governou o Panamá entre 2009 e 2014 e cumpria prisão domiciliar preventiva.

Martinelli era julgado desde 12 de Março por supostamente “grampear”, entre 2012 e 2014, as comunicações de 150 opositores ao seu governo.

Pelos crimes de interceptação de telecomunicações sem autorização judicial e vigilância ilegal a promotoria pedia 21 anos de prisão.

Os promotores também solicitavam dez anos de prisão por peculato de apropriação (do material dos grampos), e outros três por peculato pela utilização de funcionários e recursos do Estado para finalidades privadas.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »