- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo América do Sul Ex-comandante do Exército argentino é absolvido de acusação de sequestro

Ex-comandante do Exército argentino é absolvido de acusação de sequestro

César Milani, que chefiou o Exército durante a presidência de Cristina Kirchner, foi absolvido nesta sexta-feira da acusação de sequestro e tortura de um homem e seu filho em 1977, durante a última ditadura na Argentina.

Segundo avança a AFP, um tribunal de La Rioja decretou a liberdade imediata de Milani, que era acusado de participar, como subtenente do Batalhão 141 de La Rioja, de uma operação para sequestrar e torturar Pedro Olivera e seu filho Ramón.

A promotoria havia solicitado 18 anos de prisão para Milani, que ouviu a decisão no tribunal vestido com uniforme militar.

Além de Milani, outros quatro acusados foram absolvidos e seis, condenados, a penas de entre 3 anos e meio e dez anos de prisão por homicídio, invasão, cárcere privado e tortura.

Milani, 64 anos e que liderou o Exército entre 2013 e 2015, durante o governo Kirchner, também é processado pelo desaparecimento do soldado Alberto Ledo, em 1976, caso pelo qual será julgado em Setembro.

O general passou à reserva em 2015 e dois anos depois foi detido por seu suposto envolvimento nos sequestros de Pedro Olivera e Ramón. Desde então, cumpria prisão preventiva no quartel militar de Campo de Mayo, na região de Buenos Aires.

A ditadura militar deixou 30 mil desaparecidos, segundo os organismos de defesa dos direitos humanos.

- Publicidade -
- Publicidade -

Jovem malaia luta pelo direito de não usar véu islâmico

A decisão de deixar de usar o véu islâmico e denunciá-lo como uma obrigação patriarcal valeu a Maryam Lee muitas críticas e uma investigação...
- Publicidade -

Mãe queima mão do filho por furto de telemóvel

Uma cidadã de 27 anos de idade queimou a mão direita do seu filho de 12 anos num fogareiro, no Lubango, província da Huíla,...

EUA: Substituição da juíza Ruth Bader Ginsburg opõe democratas e republicanos

A substituição de Ruth Bader Ginsburg, juíza do Supremo Tribunal Federal de Justiça e ícone progressista a favor dos direitos das mulheres, das minorias...

Pandemia transtorna Angola há seis meses

Completam-se hoje, 21 de Setembro, seis meses desde que foram anunciados, pela voz da ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, os dois primeiros casos positivos...

Notícias relacionadas

Jovem malaia luta pelo direito de não usar véu islâmico

A decisão de deixar de usar o véu islâmico e denunciá-lo como uma obrigação patriarcal valeu a Maryam Lee muitas críticas e uma investigação...

Mãe queima mão do filho por furto de telemóvel

Uma cidadã de 27 anos de idade queimou a mão direita do seu filho de 12 anos num fogareiro, no Lubango, província da Huíla,...

EUA: Substituição da juíza Ruth Bader Ginsburg opõe democratas e republicanos

A substituição de Ruth Bader Ginsburg, juíza do Supremo Tribunal Federal de Justiça e ícone progressista a favor dos direitos das mulheres, das minorias...

Pandemia transtorna Angola há seis meses

Completam-se hoje, 21 de Setembro, seis meses desde que foram anunciados, pela voz da ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, os dois primeiros casos positivos...

Mulher infectada com Covid contagiou 15 pessoas em voo

Uma mulher, infectada com Covid-19, teria propagado o vírus a outros 15 passageiros de um voo internacional entre Londres e o Vietname, de acordo...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.