- Publicidade-
InicioMundo LusófonoMoçambiqueFome severa afecta 400 mil pessoas em Sofala

Fome severa afecta 400 mil pessoas em Sofala

VOA | Ramos Miguel

Mais de 400 mil pessoas enfrentam uma situação de fome severa na província central moçambicana de Sofala, provocada por mudanças climáticas e cujos efeitos se fazem sentir sobretudo na produção agrícola.

A maior parte das pessoas que sofrem da fome esgotou as suas reservas alimentares, revela o director provincial de Agricultura e Segurança Alimentar em Sofala.

Adérito Mavie realçou que “estamos a falar de 417 mil pessoas que devem merecer atenção ao nível do Governo, no sentido de assegurar que estas pessoas tenham alimentos para a sua sobrevivência”.

As mudanças climáticas, que resultam na escassez de chuvas e em ciclones, ou outros fenómenos, estão na origem da fraca produção de alimentos, não só em Sofala como também noutras províncias moçambicanas.

Entretanto, o economista João Mosca reconhece o impacto das mudanças climáticas sobre a agricultura, mas considera que a falta de investimentos significativos em infraestruturas agrava os problemas no sector.

“O Estado devia apostar muito em regadios”, conclui.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.