InicioEconomiaSector de rochas regista aumento de receitas

Sector de rochas regista aumento de receitas

Angop

As empresas HM Granitos e Rupsil & Filhos arrecadaram, no 2º trimestre deste ano, um milhão e 53 mil dólares, um aumento de 57 mil e 94 dólares em relação ao trimestre anterior do ano em curso em que a facturação se cifrou em USD 996 mil e 350.

A arrecadação é resultado da extracção de três mil e 444 m3 de rochas, pela empresa HM Granitos nas províncias do Cuanza Sul, Huila e Namibe.

Os dados foram avançados hoje pelo Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos, durante a apresentação dos resultados das realizações do II trimestre/2019, alcançados pelas empresas HM Granitos e Rupsil & Filhos.

A HM Granitos pagou, em forma de royalities, taxas de emissão de guias de exportação e taxas aduaneiras, o valor de AKz 17 milhões, 531 mil e 789.

Países de África, Europa, Ásia e América foram destinos da rocha angolana, produzida por esta empresa, cujos destaques vão para o mármores e granitos de marcas Negro Angola, Marron Cohiba e Calcário Sumbe.

Por sua vez, a Rupsil, que também opera na Huíla e Namibe, na exploração de granito e mármore, extraiu 330 blocos correspondentes a dois mil e 726 m3.

A exportação da empresa foi de 709 blocos (grande parte era stock em campos), correspondente a dois mil e 272 m3, vendidos ao preço médio de USD 150/m3.

A empresa arrecadou o equivalente a AKz 135 milhões, 566 mil e 322.

A Rupsil pagou ao Estado, em forma de royalities, taxas de emissão de guias de exportação e taxas aduaneiras, um montante total de AKz 13 milhões, 350 mil e 730.

Operando as minas de Quihita, Caraculo e Chiango, a empresa conta com 66 trabalhadores.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.