Portal de Angola
Informação ao minuto

Parlamento Pan-Africano quer erradicar tuberculose até 2035

Estudos para o diagnóstico da tuberculose. (Aurélie Baumel/MSF)

A terceira Cimeira Africana sobre a Tuberculose, acontece juntamente com a Sessão Descentralizada do Parlamento Pan-africano na Cidade da Praia até sexta-feira.

De acordo com a RFI, a sessão Descentralizada do Parlamento Pan-Africano (PAP) prossegue na capital cabo-verdiana até esta sexta-feira, 9 de Agosto, com a adopção da Declaração de Praia apontando para a erradicação da Tuberculose no mundo em 2035. Um fórum que versa ainda sobre desafios das migrações e o desemprego.

As comissões permanentes de saúde, trabalho e assuntos sociais e de género, família, juventude e pessoas com deficiência do parlamento Pan-africano debatem esta quinta-feira na cidade da Praia a partilha de experiências sobre como alcançar a igualdade e a vantagem da inclusão da deficiência.

Mas antes, durante a Terceira Cimeira Africana sobre a Tuberculose saiu uma declaração da Praia com várias recomendações.

De acordo com a deputada cabo-verdiana Lúcia Passos, presidente da Comissão de Género, Família, Juventude e Pessoas com Deficiência do PAP, a tuberculose é uma doença infecciosa, mas que tem tratamento, pelo que o desafio é começar a fazer uma diplomacia parlamentar para aumento dos orçamentos dos países e inserir o combate à doença no Plano Nacional de Saúde.

Quem também defendeu o combate à tuberculose foi o deputado Aurélien Zingas, da República Centro-Africana, que pediu uma “intervenção colectiva” dos Estados e uma colaboração técnica dos parceiros para combater a doença.

O deputado Aurélien Zingas sublinhou que existem no mundo mais de 20 vacinas eficazes. Um dos desafios é fazer com que essas vacinas sejam acessíveis a vários grupos, como migrantes, pessoas que vivem em zonas de conflitos, afectadas pelas catástrofes e que vivem em zonas remotas.

Os desafios da migração e desemprego; empoderamento da mulher e paridade de género, também, dominam a sessão descentralizada do parlamento Pan-africano, que decorre na Cidade da Praia até sexta-feira

Parlamentares africanos pediram, em Cabo Verde, compromissos colectivos e aumento dos orçamentos dos Estados na área da saúde para combater as causas e eliminar a tuberculose do continente até 2035.

Os pedidos foram feitos durante a abertura da reunião descentralizada do parlamento Pan-Africano e da III Cimeira Africana sobre a Tuberculose, que decorrem esta semana na cidade da Praia como nos relata o nosso correspondente no arquipélago, Odair Santos.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »