- Publicidade-
InicioMundoÁsiaPorta-aviões dos EUA no mar do Sul da China enquanto Pequim realiza...

Porta-aviões dos EUA no mar do Sul da China enquanto Pequim realiza exercícios militares

Sputnik

Navios da Marinha do EUA têm vindo a realizar as chamadas missões de “liberdade de navegação” no mar do Sul da China, onde a maioria das ilhas está sob o controle de Pequim.

O porta-aviões norte-americano USS Ronald Reagan navegou através do disputado mar do Sul da China, poucos dias após o chefe do Pentágono, Mark Esper, ter acusado a China de estar desestabilizando a região do Indo-Pacífico.

O contra-almirante Karl Thomas, comandante do porta-aviões USS Ronald Reagan, disse esta terça-feira (6), citado pela agência de notícias AP, que a presença militar americana no mar do Sul da China “ajuda garantir a segurança e estabilidade, encorajando as negociações diplomáticas”.

Estas afirmações seguem os avisos feitos no passado domingo (4) pelo secretário de Defesa Mark Esper de que “nenhuma nação pode ou deve dominar [a região] do Indo-Pacífico”, acrescentando que Washington “se opõe firmemente à tendência preocupante de comportamento agressivo […] e desestabilizador da China”.

Pequim, de acordo com algumas informações, anunciou que iria realizar manobras militares na terça e quarta-feira perto das ilhas Paracel, no mar do Sul da China.

As tensões na região aumentaram desde que a China começou a posicionar equipamentos militares e a construir instalações em territórios disputados.

Pequim reivindica grandes partes do mar do sul da China, por onde navegam embarcações com mercadorias avaliadas anualmente em cerca de USD 3,4 biliões. Países vizinhos como a Malásia, Filipinas, Taiwan e Vietname contestam as reivindicações territoriais.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.