- Publicidade-
InicioEconomiaHuambo necessita de 80 mil toneladas de fertilizantes

Huambo necessita de 80 mil toneladas de fertilizantes

A província do Huambo necessita anualmente, em média, 80 mil toneladas de fertilizantes, entre adubo químico, sulfato de amónio e ureia, para aumentar a produtividade e responder às necessidades da segurança alimentar.

A província recebe entre cinco e sete mil toneladas/ano, uma quantidade muito inferior às necessidades da província, para o fomento da agricultura.

Segundo o director do Gabinete da Agricultura no Huambo, Abrantes Carlos, que falava hoje à Angop, na campanha agrícola 2018/2019, cuja colheita foi de um milhão, 222 mil e 271,23 toneladas de produtos diversos (dados provisórios), foram distribuídas mil e 228 toneladas de fertilizantes do tipo 12/24/12, a 211 mil famílias camponesas dos 11 municípios.

Informou que a instituição vai introduzir, na época agrícola 2019/2020, o adubo orgânico fabricado no município do Longonjo, 62 quilómetros da cidade do Huambo, como alternativa à falta de fertilizantes químicos.

A iniciativa enquadra-se no programa de correcção de terras agricultáveis, com o objectivo de tornar os solos mais férteis, capazes de garantirem uma produção em quantidade e em qualidade.

Com uma extensão territorial de 35 mil e 771 quilómetros quadrados, a província do Huambo possui 381 mil hectares de terras agricultáveis, dos quais dois mil e 500 devem ser corrigidos a acidez dos solos, através da utilização de calcário dolomítico, para torná-los mais férteis.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.