- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Ex-militares querem crédito para dinamizar cooperativas

Ex-militares querem crédito para dinamizar cooperativas

Angop

Quatro mil e 339 ex-militares, residentes neste município da província de Benguela, solicitam a intervenção do governo junto das instituições bancárias, no sentido destas concederem créditos com juros bonificados para dinamização das suas cooperativas agropecuária e de pesca.

Segundo o delegado municipal da Associação de Apoio aos Antigos Combatentes das ex-FAPLA, Eduardo Amaral, que falava, hoje, à Angop, a margem de um encontro com os filiados, “esse apoio vai ajudar no auto-sustento das respectivas famílias e melhoria das condições de vida da classe”.

Eduardo Amaral adiantou que os ex-militares precisam também de meios de locomoção, viaturas adaptadas, cadeiras de rodas, motociclos, muletas, bem como de reabilitação física.

Na mesma senda, o responsável exortou o executivo angolano a prestar mais atenção a esses cidadãos, mormente às suas condições de habitabilidade, emprego, bolsa de estudos para os filhos, assistência médica e medicamentosa, eliminação de barreiras arquitectónicas e formação técnico-profissional.

Por seu turno, o director do gabinete provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Jorge Damião Sapesse, em resposta, revelou que 180 novos processos de ex-militares desta circunscrição aguardam por despacho do ministro para que possam merecer os devidos subsídios.

Referiu que o município tem 495 pensionistas inscritos e aconselhou os demais a regularizarem a sua situação, enquanto as viúvas dos antigos combatentes devem tratar os documentos necessários para obterem as referidas pensões.

Explicou que, quanto aos órfãos, esses, para além de receberem até aos 18 anos uma pensão, têm a prorrogativa de recebê-la até aos 25 anos, desde que tenham um bom aproveitamento escolar, através do INAGBE.

Já o administrador municipal adjunto da Catumbela para área de finanças, Katalaia Moisés, explicou que 70 porcento das verbas do município destinadas aos programas de combate a fome e a pobreza incluem ex-militares, antigos combatentes e veteranos da pátria.

O encontro, que se realiza todos os anos no início do mês de Agosto, serve para debater as preocupações destes cidadãos, visando a melhoria das suas condições de vida.

- Publicidade -
- Publicidade -

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...
- Publicidade -

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Notícias relacionadas

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Inacom e parceiros criam plataforma de diálogo

O Instituto Angolano das Comunicações (INACOM), as operadoras e as associações dos consumidores, decidiram, a partir desta quinta-feira, em Luanda, a criação de uma...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.