- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques EUA se dizem prontos para ajudar na reconstrução da Venezuela

EUA se dizem prontos para ajudar na reconstrução da Venezuela

Os Estados Unidos estão prontos para ajudar a reconstruir a Venezuela, depois da “devastação” do governo de Nicolás Maduro, informou nesta segunda-feira (5) a Agência para o Desenvolvimento Internacional (Usaid), garantindo a capacidade de levar assistência humanitária assim que um eventual governo de transição for instalado.

“Os Estados Unidos estão prontos para ajudar os venezuelanos a reconstruir seu país após a devastação da crise produzida por Maduro”, afirma o comunicado da agência, citado pela AFP.

O país “também está preparado para assistir a recuperação a longo prazo de sectores inteiros da sociedade venezuelana, como saúde, agricultura, energia e instituições económicas e democráticas”.

A nota ainda afirma que, quando essa “transição democrática” acontecer e abrir as portas para a assistência humanitária internacional, a Usaid poderá enviar “imediatamente” comida e atenção médica.

Há duas semanas, a Assembleia Nacional (AN, Parlamento) venezuelana de maioria opositora aprovou o retorno da Venezuela a um tratado regional de defesa, chamado TIAR, que ampararia uma eventual intervenção militar.

Juan Guaidó, chefe do Parlamento e considerado presidente inteiro pela oposição e por cerca de 50 países, alertou que, embora este tratado “não seja mágico”, permitirá “alianças internacionais”.

As Forças Armadas venezuelanas mantêm seu apoio a Maduro, seis meses depois de Guaidó se declarar presidente, argumentando um vácuo de poder.

Guaidó e o Parlamento “expressaram a necessidade de assistência humanitária internacional imediata”, escreveu a Usaid. “Em resposta, os Estados Unidos continuam prontos para apoiar organizações humanitárias independentes e imparciais para prestar assistência na Venezuela, se as condições permitirem”.

A Usaid tentou entrar na ajuda humanitária por meio da Colômbia em Fevereiro, mas Maduro a rejeitou acusando os Estados Unidos de esconder uma intervenção nela. O governante aceitou a Cruz Vermelha.

O comunicado da Usaid destaca a crise no sector de saúde por carência de medicamentos e profissionais, surtos epidêmicos, emergência alimentar e os extensos cortes de energia que atingem os venezuelanos.

- Publicidade -
- Publicidade -

Assassino de John Lennon pede desculpa 40 anos depois do crime

Mark David Chapman assassinou John Lennon com quatro tiros na noite de 8 de Dezembro de 1980 em Nova Iorque, à frente da mulher...
- Publicidade -

Covid-19 atrasa processo dos novos professores na Lunda Norte

O processo de inserção dos 489 novos professores no sistema financeiro, na província da Lunda Norte, está condicionado a recepção da documentação enviada aos...

ONU: Bolsonaro responsabiliza imprensa pela crise da Covid no Brasil

Na manhã desta terça-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) discursou na Assembleia Geral da ONU e usou seu espaço para rebater críticas...

Dinheiro destinado às calamidades pode ser desviado, alerta o CIP

O Centro de Integridade Pública (CIP), acusa o Governo moçambicano de negligenciar a protecção social e alerta que se não forem tomadas medidas, o...

Notícias relacionadas

Assassino de John Lennon pede desculpa 40 anos depois do crime

Mark David Chapman assassinou John Lennon com quatro tiros na noite de 8 de Dezembro de 1980 em Nova Iorque, à frente da mulher...

Covid-19 atrasa processo dos novos professores na Lunda Norte

O processo de inserção dos 489 novos professores no sistema financeiro, na província da Lunda Norte, está condicionado a recepção da documentação enviada aos...

ONU: Bolsonaro responsabiliza imprensa pela crise da Covid no Brasil

Na manhã desta terça-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) discursou na Assembleia Geral da ONU e usou seu espaço para rebater críticas...

Dinheiro destinado às calamidades pode ser desviado, alerta o CIP

O Centro de Integridade Pública (CIP), acusa o Governo moçambicano de negligenciar a protecção social e alerta que se não forem tomadas medidas, o...

BDA disponibiliza AKZ 900 milhões para cooperativas agrícolas

O Banco de Desenvolvimento Angolano (BDA) disponibilizou, esta terça-feira, 900 milhões de Kwanzas (Akz) para financiar 18 cooperativas agrícolas da província do Huambo, no...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.