Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Acidentes de moto-taxistas causam mais de 40 mortes em Cabinda

Huambo: Moto-taxistas envolvidas em acidente (Foto: Angop)

A falta de perícia na condução e desobediência das regras de trânsito, por parte de moto-taxistas, estão na base de vários acidentes que causaram 43 mortes e 130 feridos, nos últimos seis meses, na cidade de Cabinda.

Esse dado foi avançado à Angop, quarta-feira, pelo chefe de Departamento de Transgressões e Acidentes da Direcção Provincial da Viação e Trânsito de Cabinda, intendente Lourenço Mandinge, que não avançou o número de mortes e feridos por acidentes de motorizadas registados no igual período de 2018.

Frisou que a má condução, desconhecimento dos sinais de trânsito e desobediência às medidas de segurança, principalmente o não uso de capacete, são as principais causas dos acidentes e mortes, provocados por moto-taxistas.

Disse que, para reverter esse cenário, a Polícia de Trânsito intensificou as acções de inspecção das motorizadas que exercem a actividade de moto-táxi, tem promovido campanhas de sensibilização para o cumprimento do código de estrada e obediência das medidas de segurança, fundamentalmente o uso do capacete, entre outras acções.

Durante o período em análise, a corporação apreendeu mais de duas mil motorizadas, que exerciam ilegalmente a actividade de moto-táxi.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »