Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Cinco manifestantes sudaneses mortos a tiro durante manifestação

(Photo by ASHRAF SHAZLY / AFP)

Cinco manifestantes, dos quais quatro estudantes morreram a tiro segunda-feira, durante uma manifestação em Al-Obeid (Centro), suscitando a ira do movimento contestatário, que denunciou o massacre e apelou à novas manifestações.

As autoridades militares impuseram um recolher obrigatório nocturno em Al-Obeid e noutras localidades do Estado de Kordofan-Nord.

Os confrontos, avança a Angop, aconteceram na véspera da retomada das negociações sobre a transição política, entre os militares, no poder, e os representantes dos manifestantes.

Economicamente pobre, o Sudão é vítima de movimentos contestatários, desde Dezembro de 2018, desencadeados por causa da triplicação do preço do pão.

As manifestações transformaram-se em oposição ao regime, incitando as Forças Armadas a destituir o Presidente Omar el-Bachir, a 11 de Abril de 2019, depois de 30 anos no poder.

Al-Obeid esteve sempre calmo, desde o inicio das manifestações, mas um residente contactado pela AFP explicou a manifestação de segunda-feira foi convocada para protestar contra a “penúria de pão e de combustível, nos últimos dias”.

Seguiram-se depois as manifestações de Bahari, bairro do Norte de Khartoum, onde foram atiradas balas reais contra os estudantes, que reivindicavam a falta de transportes escolares.

Dados existentes indicam que desde Dezembro de 2018, as manifestações já causaram 246 morte, incluindo as 127 pessoas assassinadas a 03 de Junho último.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »