InicioDestaquesMalária responsável por mais de 100 óbitos em sete meses

Malária responsável por mais de 100 óbitos em sete meses

Cento e 117 pessoas morreram vítimas da malária na província do Zaire de Janeiro a Julho, num universo de 120 mil e 500 casos notificados pelas autoridades sanitárias locais.

Essa informação, sgundo Angop, foi prestada nesta sexta-feira, em Mbanza Kongo, pelo director do gabinete provincial da saúde, João Migue Paulo, à margem do acto de apresentação dos resultados preliminares dos estudos sobre a eficácia dos antipalúdicos, realizados desde o passado mês de Fevereiro na província.

O responsável, que não avançou dados comparativos relativos ao período homólogo de 2018, disse ter havido uma redução do número de casos de malária e de mortes, tendo apontado a faixa etária dos cinco aos 14 anos de idade como a mais atingida por esta doença.

Os municípios do Nzeto, Tomboco e Nóqui foram os mais flagelados com esta enfermidade, segundo a fonte, que indicou que nos estudos da eficácia dos antimaláricos participaram 16 técnicos do hospital municipal de Mbanza Kongo e do centro materno-infantil local.

Os resultados preliminares sobre a eficácia dos antimaláricos como o Coartem e ASAQ foram considerados positivos, de acordo com o coordenador adjunto do programa nacional de controlo da doença, Pedro Dimbo.

Explicou que os estudos incidiram sobre 200 pacientes menores dos seis meses aos cinco anos de idade, em duas unidades sanitárias de Mbanza Kongo, com pesos iguais ou superiores a cinco quilogramas, temperatura corporal de 37,5 graus célsius e uma hemoglobina de 8 valores.

Os petizes foram acompanhados de forma ambulatória, durante o tratamento feito em diferentes fases, em cinco meses, no final dos quais foram testados, tendo os resultados indicado a ausência da doença.

Este é o quarto estudo de eficácia de antimaláricos, que a província realiza. O último realizou-se em 2016, também no município de Mbanza Kongo.

A província do Zaire, que tem uma população estimada em 594 mil e 428 habitantes, é uma das regiões consideradas híper-endémica de malária a nível do país.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.