InicioEconomiaGestão de Saturnino cortou 104 milhões USD aos consultores na Sonangol

Gestão de Saturnino cortou 104 milhões USD aos consultores na Sonangol

Mercado

Na página 138, sobre os custos e perdas operacionais, o documento espelha que em 2017, quando a empresa era dirigida por Isabel dos Santos, gastou 21,7 mil milhões Kz, equivalentes a 131,2 milhões USD

O ex-Presidente do Conselho de Administração da Sonangol, Carlos Saturnino, reduziu em 158,5% os custos com auditores e consultores da empresa, de acordo com o Relatório e Contas referente a 2018.

Na página 138, sobre os custos e perdas operacionais, o documento espelha que em 2017, quando a empresa era dirigida por Isabel dos Santos, gastou 21,7 mil milhões Kz, equivalentes a 131,2 milhões USD ao câmbio médio de 165,924 Kz praticado naquele ano.

Em 2018, já com Carlos Saturnino à frente dos destinos da Sonangol, a empresa gastou 8,4 mil milhões Kz, equivalentes a 27,2 milhões USD ao câmbio médio de 308,891 Kz praticado no ano passado. Contas feitas, o conselho de administração liderado por Carlos Saturnino cortou 103,9 milhões USD nos gastos com auditores e consultores.

Houston Express cancelado mas ainda custou 9,9 milhões USD

O serviço Houston Express foi cancelado em Março de 2018 como uma forma de cortar custos, mas o Relatório e Contas daquele ano ainda inscreve um custo com o serviço na ordem dos 3 mil milhões Kz, correspondentes a quase 10 milhões USD. Em 2017 o custo com Houston Express foi de 5,8 mil milhões Kz, equivalentes a 35 milhões USD ao câmbio médio daquele ano.

Houston Express era um serviço da SonAir, subsidiária da Sonangol, com voos directos para Houston, Estados Unidos da América. Foi inaugurado a 6 de Novembro do ano 2000, tornando-se na única ligação aérea directa entre Angola e os Estados Unidos da América, com um serviço assegurado com todo o conforto e qualidade.

Até 2016 esteve limitado a passageiros da indústria petrolífera, mas desde 2017 o serviço foi alargado a todos os que desejassem viajar para os EUA. Entretanto, a administração de Saturnino cancelou o serviço por não garantir o retorno financeiro desejado, pois, segundo justificou, tinha apenas uma taxa de ocupação de 37% sendo que, mensalmente, apresentava custos operacionais na ordem de 2,5 milhões USD.

Fonte da empresa esclareceu ao Mercado que os custos com Houston Express em 2018, mesmo com o serviço já cancelado, terá a ver com os custos de desmobilização das operações, uma vez que a SonAir tinha quadros e instalações em Houston.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.