InicioAngolaPolíticaAutoridades negociam repatriamento de refugiados da RDC

Autoridades negociam repatriamento de refugiados da RDC

Representantes dos governos das províncias da Lunda Norte (Angola), do Cassai (RDC) e do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) iniciaram terça-feira, na cidade do Dundo, negociações para o processo de repatriamento dos mais de 20 mil refugiados assentados no Lóvua desde Maio de 2017.

De acordo com a Angop, as negociações surgem pelo facto de 85 dos refugiados terem manifestado, em Junho deste ano, o desejo de regressar a pátria por considerarem que as causas do abandono já não existem, pelo que não vêem motivo para permanecerem em Angola.

Para o efeito, estão a ser criadas as condições, desde a logística, transporte, pacote de reintegração para ajudar os refugiados a se reintegrarem no seu país, segundo Aliton Carneiro, oficial sénior de protecção do ACNUR em Angola.

No encontro, ficou decidido que as autoridades angolanas devem, o mais breve possível, entrar em acordo com a RDC para o cumprimento das normas de repatriamento e acelerar a reunião tripartida (Angola/RDC e ACNUR) para a definição da data do início do processo.

A migração dos cidadãos congoleses em Angola derivou da violência extrema e generalizada causada por tensões políticas e étnicas na República Democrática do Congo (RDC) em 2017.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.