Portal de Angola
Informação ao minuto

Ex-membros de “gangs” convivem pacificamente

Imagem mostra o convívio salutar entre jovens outrora com comportamentos desviantes (DR)

Mais de 100 jovens, ex-integrantes do “Esquadrão Bilo” e “Canal 1”, “gangs” que num passado recente cometiam várias acções criminosas, no Distrito Urbano do Rangel, em Luanda, participaram, na manhã de sábado, numa partida de futebol de salão, promovida pela Polícia Nacional e pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC).

De acordo com o JA, a partida de futebol de salão, que decorreu no Campo Multiusos do Bairro da Precol, teve como objectivo incentivar e apoiar a ressocialização dos jovens, que antes adoptaram comportamentos desviantes, que os levaram ao mundo da delinquência e que tiravam o sossego aos moradores do Distrito Urbano do Rangel e não só.

O encontro de futebol e convívio entre os jovens do Rangel foi marcado com a presença do comandante da Polícia Nacional no município de Luanda, superintendente Gabriel Tito.

O director interino do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, intendente Agostinho Mbaxi, disse ao Jornal de Angola que o encontro permitiu juntar mais de 100 jovens, que outrora cometiam acções delituosas que colocavam em causa a ordem e a tranquilidade públicas no Rangel.

O oficial da Policia Nacional afirmou que os integrantes dos grupos referenciados estiveram envolvidos, num passado recente, em confrontos directos com recurso a armas brancas (catana, machado, cacos de garrafa e facas), criavam pânico nas ruas do Rangel, obrigando os moradores a permanecerem fechados em casa, sempre que houvesse confusão.

Agostinho Mbaxi disse que na altura, sempre que houvesse altercação entre os vários “gangs”, muitos cidadãos chegaram a apresentar queixa em esquadras da Polícia Nacional, alegando terem sido assaltados ou molestados por jovens integrantes dos grupos.

Esta situação, explicou a fonte do Jornal de Angola, levou a Polícia Nacional a desenvolver uma campanha de sensibilização junto dos acusados e encarregados de educação, situação que motivou os ex-integrantes dos dois grupos a abandonarem o mundo do crime, seguindo agora uma conduta social de paz e harmonia.

Agostinho Mbaxi aconselhou os jovens que ainda se encontram integrados em “gangs” em Luanda a seguirem o exemplo
destes dois grupos do Distrito Urbano do Rangel, que agora têm uma conduta socialmente útil.

Vários jovens, em Luanda, têm perdido a vida em consequência de rixas entre grupos rivais de marginais, criando dor e consternação junto das respectivas famílias, disse o intendente Agostinho Mbaxi, alertando os pais para um melhor controlo sobre os filhos, velar pelas suas amizades, para evitar condutas desviantes.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »