Portal de Angola
Informação ao minuto

Samakuva “embaraça” candidaturas à presidência da UNITA

(DR)

VOA

Várias figuras da UNITA, maior partido da oposição angolana, manifestaram, após a convocação do XIII Congresso, a intenção de concorrer à liderança.

Mas, a indecisão do actual líder, Isaías Samakuva, em abandonar o posto máximo do partido, tem inibido as acções desses potenciais concorrentes.

Um dos nomes apontados nesta condição é o actual presidente do grupo parlamentar do “Galo Negro”, Adalberto da Costa Júnior, que já manifestou publicamente que a sua candidatura estava dependente de Samakuva.

Analistas dizem que Da Costa Júnior é dos poucos que goza da simpatia da comunidade urbana, embora a hipótese de ser candidato consensual seja remota, a julgar pela influencia que o partido carrega dos militares.

Quem também já manifestou a intenção de concorrer é o antigo secretario-geral, Abílio Camalata Numa.

O general na reserva, de 64 anos de idade, apesar de contar com várias derrotas, diz que pretender concorrer, mas apenas caso Samakuva esteja na corrida.

Numa garante apoiar a candidatura de outro alto dirigente da UNITA e companheiro de trincheira, Lukamba Gato.

Rafael Massanga Savimbi, filho do líder fundador, Jonas Savimbi, já manifestou igualmente a vontade de se poder candidatar, podendo ter apoio incondicional do actual presidente, mesmo não reunindo consenso da “task force”.

Na lista de aspirantes a presidência da UNITA, figuram igualmente o deputado José Pedro Catchiungo; o secretario provincial do Huambo, Liberty Chiaka; Helena Bonguela.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »