Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Primeira Dama de Angola prestigia aniversário da portuguesa Fundação Calouste Gulbenkian

PRIMEIRA DAMA DE ANGOLA, ANA DIAS LOURENÇO (FOTO: ARQUIVO/CORTESIA)

Angop

A Primeira Dama de Angola, Ana Dias Lourenço, participou, sexta-feira, em Lisboa, na qualidade de convidada especial, na cerimónia de entrega dos prémios Calouste Gulbenkian, que marcou mais um aniversário da morte do seu patrono.

Nascido em Scutari (hoje Üsküdar), Istambul, na Turquia, a 29 de Março de 1869, Calouste Gulbenkian morreu em Lisboa, a 20 de Julho de 1955, quando contava 86 anos.

Ana Dias Lourenço, de visita privada a Portugal, a convite da Fundação Calouste Gulbenkian, participou na cerimónia, presidida pelo Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa.

A Primeira Dama de Angola teve a oportunidade de conviver, também, com outros ilustres convidados, entre os quais se encontravam os antigos presidentes de Portugal, Jorge Sampaio e Aníbal Cavaco e Silva, distintos membros do Governo, deputados e representantes da sociedade social.

Quanto à premiação, o jornalista libanês Amin Maalouf recebeu o Grande Prémio Calouste Gulbenkian, pelo seu trabalho em defesa dos direitos humanos.

Ao mesmo tempo, foram distinguidas várias personalidades e organizações que mais se destacaram no campo da cultura, ciência e desenvolvimento humano.

No evento, a presidente da instituição, Isabel Mota, anunciou, a criação do Prémio Calouste Gulbenkian para a Humanidade.

Os prémios são atribuídos todos os anos, desde 2006, a cada 20 de Julho, através de um conjunto de cerimónias, em homenagem ao fundador, falecido nesse dia e mês do ano de 1955.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »