Portal de Angola
Informação ao minuto

Ministra quer actividades da Peskwanza reactivadas

MARIA ANTONIETA BAPTISTA, MINISTRA DAS PESCAS E DO MAR (ARQUIVO/ANGOP) (FOTO: FRANCISCO MIÚDO)

Angop

A Ministra das Pescas e do Mar, Maria Antonieta Baptista, disse hoje, no Porto Amboim, província do Cuanza Sul, ser necessário “despertar” a Empresa Pública de Pesca Industrial (PesKwanza), para agregar valores , ajudar a organizar o sector e renovar a esperança da população desempregada , maioritariamente jovens.

“Não queremos esmorecer quanto a pretensão de devolver a província do Cuanza Sul , como um dos polos piscatórios do país, com empresas do sector das pescas de muito peso e relevância na economia nacional como é o caso da PesKwanza, com o foco na revitalização do sector no Cuanza Sul com infra-estruturas que garantam novos empregos e aumento das receitas para o Estado,” referiu.

A ministra fez este pronunciamento ao intervir na abetura do Conselho Técnico Científico do Ministério das Pescas e do Mar .

Por seu turno, o governador do Cuanza Sul, Job Capapinha, considerou o mal estado da Peskwanza como uma das principais causas do aumento dos problemas sociais locais , como a fome, a pobreza e a exclusão social particularmente.

O certame, com encerramento previsto para hoje, vai abordar assuntos como “ O estado actual do sector das pescas no Cuanza Sul”, “ Espécies nativas potenciais para o desenvolvimento de Angola” , “Atribuição das quotas para a importação de produtos da pesca e seus derivados” .

Constam ainda da agenda de trabalho debate sobre os “ Critérios e regulamentação para atribuição de quotas na pesca artesanal e marítima” , “ Levantamento das infra-estruturas de pesca inactivas no Cuanza Sul,” “ Regime jurídico da actividade de inspecção e fiscalização”.

A Peskwanza, localizada na cidade do Porto Amboim, contava com 14 barcos, dos quais sete de arrasto com capacidade de 250 toneladas cada, cinco de mariscos diversos e o restante de cerca de 250 toneladas cada.

Actualmente atravessa uma situação muito crítica, do ponto de vista económico e financeiro, cujos encargos administrativos e financeiros são suportados através do aluguer, as empresas privadas, das suas licenças de pesca, e que permite pagar salários aos 81 trabalhadores existentes, dos 400 que já teve.

A Peskwanza necessita de túneis de congelação com capacidade de 15 toneladas, duas câmaras de conservação com capacidade de 150 toneladas, bombas de sucção de água salgada, para a lavagem do peixe, dois tanques, fábrica de gelo em escama, 7.5 toneladas e sítio de armazenamento de 15 toneladas.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »