Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Membros da CASA-CE em Luanda com responsabilidades acrescidas

Passeata de militantes da CASA-CE durante os festejos dos seis da coligação. (DR)

Angop

Os novos desafios que se avizinham, com a realização das eleições autárquicas, previsto para 2020, bem como as gerais, em 2022, exigem dos novos membros da Convergência Ampla de Salvação de Angola-Coligação Eleitoral (CASA-CE) em Luanda maiores responsabilidades, por a capital do país ser a maior praça eleitoral.

Este pronunciamento foi feito pelo vice-presidente da CASA-CE para os Assuntos Religiosos e Sociedade Civil, Sikanda Alexandre, durante o acto de empossamento dos novos membros do secretariado executivo provincial desta formação política.

Na sua explanação, disse que a missão dos novos membros na capital do país não pode falhar, por ser o maior centro de disputa política para qualquer partido concorrente em pleitos, por isso, são obrigados a desempenhar um bom papel para a conquista do maior número de autarquias.

Por sua vez, o secretário executivo nacional da CASA-CE, Rafael Aguiar, fez saber que a coligação vive um novo momento, mas com as mesmas ferramentas, tendo em conta os desafios actuais do país, em que obriga maior firmeza e perspicácia de todos os membros.

Disse que na nova filosofia não estão a responder insultos políticos dos adversários, mas sim optando pelo trabalho árduo, por ser a via certa para o alcance dos objectivos nos pleitos eleitorais.

Apelou responsabilidade e disciplina por parte de todos os membros e maior rigor nos bens da coligação.

O Secretariado Executivo Provincial CASA-CE em Luanda conta com 11 membros.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »