InicioMundoAmérica CentralPolícia da Nicarágua dispara mortalmente contra opositor do presidente

Polícia da Nicarágua dispara mortalmente contra opositor do presidente

Bryan Yeraldin Murillo Lopez, 24 anos, morreu na manhã de quarta-feira, 17, depois que um polícia disparou contra si, escreve o site International News.

Javier Feliciano Cortes García e Kenner Javier Murillo López, ficaram feridos durante a invasão na casa da vítima, na cidade de León, oeste da Nicarágua, conforme comunicado da Polícia Nacional de Nicarágua.

“As circunstâncias da operação, como o perfil das vítimas, sugerem que pode haver um novo caso de repressão mortal contra a dissidência”, sustentou, em comunicado, a ONG de defesa dos direitos humanos Amnistia Internacional, sobre o caso ocorrido na quarta-feira, na cidade de Leon, a 90 quilómetros de Manágua.

Também o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, escreveu na rede social Twitter que se estava perante “um homicídio” e exigiu que os culpados sejam condenados.

Em comunicado, a ONG Centro de Direitos Humanos da Nicarágua (CENIDH) descreveu a operação policial como um “ato bárbaro”.

Por sua vez, a Comissão de Direitos Humanos Interamericana (CIDH) pediu ao Governo da Nicarágua para “conduzir uma investigação séria e aprofundada”.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.