InicioAngolaRegiõesBloco operatório em Capenda Camulemba inoperante

Bloco operatório em Capenda Camulemba inoperante

O bloco operatório do Hospital municipal de Capenda Camulemba, 600 quilómetros da cidade do Dundo, Lunda Norte, está inoperante há cerca de dois anos, por falta de cirurgiões e pessoal auxiliar.

De acordo com a Angop, a unidade precisa igualmente de médicos de obstetrícia, ortopedia, estomatologia e de um técnico de imagiologia, para pôr a funcionar os laboratórios, sala de Raio X e os respectivos consultórios.

Com 100 camas, conta uma morgue com três gavetas e uma área de preparação e lavagem de defuntos, hemoterapia, entre outras áreas, asseguradas por 14 técnicos, entre administrativos e enfermeiros.

Desde a entrada em funcionamento do hospital, localizado ao longo da estrada 230, presta apenas serviços de medicina, pediatria, consultas pré-natal e análises clínicas e os pacientes cujas complicações recomendam observação e acompanhamento por especialistas são evacuados em Malanje.

O director municipal da saúde, Panzo Tens, que falava à Angop, apontou ainda a falta de energia eléctrica como condicionante para o não funcionamento do hospital no período nocturno. Em caso de urgência, os técnicos são obrigados a usar lanternas dos telemóveis para prestarem assistência médica.

A propósito, o director provincial da Saúde na Lunda Norte, Gime Nhunga, disse que a situação relacionada aos quadros será minimizada com o concurso público do sector, mas apela as administrações municipais a criarem condições habitacionais condignas para a acomodação dos profissionais.

Sobre a falta de energia e água, disse ser uma situação que está ser resolvida com a administração local.

O município de Capenda Camulemba, com mais de 60 mil habitantes, distribuídos nas comunas do Xinge e Muxinda, tem uma rede sanitária composta por 14 unidades, entre as quais um hospital e nove postos de saúde.

Os serviços de saúde são garantidos por 13 unidades sanitárias.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.