Portal de Angola
Informação ao minuto

Mário Centeno entre os favoritos para suceder a Lagarde no FMI

Centeno vai também presidir ao Conselho Governadores do MEE (DR)

DN | Joana Petiz

Além do ministro das Finanças português, estão também na shortlist o ex-presidente do Eurogrupo, Jeroën Dijsselbloem, o finlandês Olli Rehn e a espanhola Nadia Calviño

O governador do Banco de Inglaterra liderava a lista de nomes prováveis para suceder a Christine Lagarde quando esta deixar a cadeira de directora-geral do FMI para assumir a presidência do Banco Central Europeu (BCE), no próximo mês. Mas a shortlist divulgada nesta quarta-feira nem sequer refere Mark Carney.

De acordo com o Wall Street Journal, são quatro os candidatos ao lugar – e dois deles com relação muito próxima com Portugal: o ministro das Finanças português e actual presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, e o seu antecessor na Europa, Jeroën Dijsselbloem, que afirmou, em pleno resgate financeiro a Portugal, que os países do Sul tinham o péssimo hábito de gastar o dinheiro todo em mulheres e copos.

A shortlist fica completa com os nomes da ministra da Economia espanhola, Nadia Calviño, e do governador do banco central finlandês, Olli Rehn.

Quem será o próximo líder do FMI? A questão terá sido abordada esta noite na reunião do G7 em Washington, avança o Wall Street Journal, onde estiveram os ministros das Finanças dos quatro países europeus mais ricos: Alemanha, França, Itália e Reino Unido. A mesma publicação adianta que haverá um acordo informal de troca de apoios entre os sete países mais ricos, com os europeus a apoiarem o candidato norte-americano para liderar o Banco Mundial e os restantes a darem apoio a um europeu para o FMI.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »