Portal de Angola
Informação ao minuto

PR augura estabilidade na região dos Grandes Lagos

(Foto: Presidência da República)

De acordo com a Angop, o Presidente da República, João Lourenço, espera que a região dos Grandes Lagos conheça, num futuro breve, dias melhores, numa altura em que estão em curso esforços para erradicar o fenómeno dos grupos armados, na República Democrática do Congo (RDC), que criam instabilidade na região.

Ao tomar a palavra na abertura da cimeira quadripartida (Angola, RDC, Rwanda e Uganda), que Luanda acolhe nesta sexta-feira, João Lourenço sublinhou que a reunião visa traçar etapas para solucionar os problemas que a sub-região africana enfrenta.

“Não digo uma solução imediata mas, pelo menos, na certeza de que muitos dos problemas que esta sub-região, de concreto, vive, poderão (…) conhecer dias melhores”, afirmou o Estadista angolano no encontro que encerra hoje.

Na sua alocução, o Chefe de Estado falou igualmente do alargamento da cimeira, numa referência à presença, em Luanda, do homólogo do Uganda, Yoweri Museveni.

Em Junho último, Angola e o Rwanda decidiram juntar-se à República Democrática do Congo nos esforços para erradicar os grupos armados congoleses e estrangeiros que actuam naquele país vizinho.

A decisão foi anunciada em N’sele, leste da capital congolesa, no termo de uma mini-cimeira que reuniu os chefes de Estado de Angola, João Lourenço, do Rwanda, Paul Kagamé e Félix Tshisekedi da RDC.

A cimeira de Luanda é uma iniciativa do Presidente angolano, João Lourenço, que endereçou convites aos seus homólogos Félix Tshisekedi, Paul Kagame e Yoweri Museveni.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »