Portal de Angola
Informação ao minuto

FILDA representa antecâmara para realização de investimentos

FILDA 2018: Área da Angola Telecom (FOTO: GASPAR DOS SANTOS)

A Feira Internacional de Luanda representa uma antecâmara para a realização de negócios e investimentos privados em Angola, afirmou nesta sexta-feira, em Luanda, o director Nacional para Economia, Competitividade e Inovação do Ministério da Economia e Planeamento, Marcelino Pinto.

Ao falar à Angop, o também porta-voz da 35ª edição da FILDA que decorre sob lema “Dinamizar o sector privado e promover o crescimento económico”, sublinhou que neste espaço, empresas estrangeiras e nacionais juntam-se aos potenciais parceiros e investidores que tencionam se instalar-se no país, expandir as suas actividades, mediante o estabelecimento de parcerias com empresas angolanas.

Frisou que a feira, que reúne agentes económicos e sociais, tem como principais objectivos a dinamização do sector privado, por via do estímulo da sua competitividade, produtividade e inovação, o fomento e reforço das áreas de cooperação nos domínios prioritários com impacto na diversificação económica.

“Para nós é expressivo o número de empresas a exporem os seus produtos. Há sinais claros de que o exercício da diplomacia económica que tem sido desenvolvido nos diferentes níveis, bem como as políticas públicas voltadas para o fomento empresarial começam a surtir efeitos e a captar o interesse de várias empresas nos vários segmentos e dimensões”, disse.

A 35ª edição da Feira internacional de Luanda (FILDA/2019), que decorre de 9 a 13 deste mês, na Zona Económica Especial (ZEE), sob o lema “Dinamizar o sector privado e promover o crescimento económico”, acontece num espaço de 28 mil metros quadrados.

O evento reserva entradas grátis para estudantes universitários, mediante a apresentação do Cartão de Estudante Universitário válido e do Bilhete de Identidade.

Outra particularidade é que crianças até aos 14 anos têm acesso gratuito. A entrada só é autorizada quando acompanhados de familiares ou responsáveis, e mediante a apresentação dos respectivos Bilhetes de Identidade.

No interior da ZEE, há autocarros que transportam os visitantes da entrada até ao portão onde decorrem as exposições dos 785 expositores nacionais e estrangeiros.

Para acesso às instalações da FILDA, cada visitante deve desembolsar dois mil kwanzas.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »