Portal de Angola
Informação ao minuto

Tribunal nega pedido de Tomás: Família fica sem os 20 milhões/mês

(DR)

De acordo com o diário OPAÍS, o Tribunal Provincial de Luanda “chumbou”, ontem, o pedido de descongelamento parcial das contas bancárias do ex-ministro do Transporte, Augusto da Silva Tomás, que, de acordo com a sua advogada, visava evitar que os seus dependentes continuem a passar fome e a abandonar a escola.

De acordo com fontes do Jornal, os juízes da 1ª Secção da Sala do Cível e Administrativo desse tribunal, encarregue do processo no 141/19-C, declararam-se incompetentes para julgá-lo e absolveram o Estado, representado pela Procuradoria Geral da República (PGR).

Augusto Tomás é acusado de ter lesado O Estado em 1 bilião, 501 milhões, 173 mil e 202 Kwanzas, 40 milhões, 557 mil e 126 dólares e 13 milhões, 857 mil e 804 euros. Apesar de ter congelados as referidas contas bancárias, em Novembro de 2018 o DNIAP autorizou a movimentação de 13 milhões de Kwanzas no Banco Comercial Angolano para pagar os salários dos trabalhadores da empresa privada Nova Somoil, de que ele sócio.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »