Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Pyongyang qualifica compra de F-35 por Seul de ‘extremamente perigosa’

(© flickr.com/ US Air Force)

A aquisição pela Coreia do Sul de caças americanos F-35 forçará o vizinho do Norte a desenvolver e testar “armamentos especiais” para destruir as novas armas, comunicou mídia, informa a Sputnik.

Numa declaração feita nesta quinta-feira (11) pela agência de notícias estatal norte-coreana KCNA, um director de pesquisa política anónimo no Instituto de Estudos Americanos, do Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, disse que as autoridades sul-coreanas são “insolentes e lamentáveis” por “falarem alto e bom som sobre reconciliação e cooperação entre o Norte e o Sul” e, ao mesmo tempo, comprarem mais armas dos Estados Unidos.

“Não há espaço para dúvidas de que a entrega dos F-35A, que também são chamados de ‘arma letal invisível’, visa garantir a supremacia militar sobre os países vizinhos na região e, especialmente, abrir uma ‘porta’ para invadir o Norte em situações de emergência na península Coreana”, disse a declaração, comunica Reuters.

Pyongyang criticou a aquisição militar de Seul e a classificou de “acção extremamente perigosa que irá desencadear uma reacção” norte-coreana.

“Nós [Pyongyang] não temos outra escolha senão desenvolver e testar armamentos especiais para destruir completamente as armas letais reforçadas na Coreia do Sul”, continuou a fonte.

A fonte anónima ainda aconselha as autoridades sul-coreanas a “tomarem juízo antes que seja tarde demais”, e a perderem as “ilusões absurdas de que haverá uma oportunidade de melhorar as relações intercoreanas se seguirem os passos dos Estados Unidos”.

Previsões de entrega dos F-35
Em Junho, o líder sul-coreano Moon Jae-in foi deixado à margem de uma reunião entre o líder norte-coreano Kim Jong-un e o presidente dos EUA, Donald Trump, na fronteira intercoreana, e houve poucos sinais de que as relações tenham melhorado.

Em Março, a Coreia do Sul recebeu os dois primeiros aviões F-35 e está previsto que receba mais até o final deste ano. No total, o país concordou em comprar 40 caças deste modelo, devendo receber o último em 2021.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »