- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política Empresas lusas querem contribuir no crescimento da economia angolana

Empresas lusas querem contribuir no crescimento da economia angolana

As empresas portuguesas pretendem dar resposta às necessidades das famílias angolanas e às prioridades estabelecidas pelo Governo, visando desenvolvimento da economia, afirmou nesta quarta-feira o secretário de Estado da Economia portuguesa, João Neves.

Ao falar à Angop, à margem da cerimónia que assinalou o dia de Portugal na 35ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA 2019), João Neves sublinhou que as empresas portugueses esperam construir parcerias, ter oportunidade de aproximarem-se aos clientes, aproveitar para contactar novos clientes e ter condições de fazer negócios.

Sublinhou que o Portugal é a maior participação estrangeira, estando com actividades de diferentes naturezas, como empresas de produtos alimentares, sistemas de informação, energia, sistemas de comunicação, metalomecânica, cerâmica, materiais de construção e outros.

João Neves disse que, com essa presença, Portugal assegura apoios por via das linhas de crédito lançadas, mas também apoios para consolidação das actividades das instituições do Ministério da Economia e Planeamento que pretendem-se com a melhoria do ambiente de negócio em Angola.

A 35ª edição da FILDA, que decorre 9 a 13 na Zona Especial e Económica (ZEE), sob o lema “Dinamizar o sector privado e promover o crescimento económico”, conta com a participação de 21 países: Portugal, Alemanha, Indonésia, Turquia, França, Índia, China, Reino Unido, Noruega, Suécia, Suíça, Israel, Brasil, Japão, Bielorrússia, Uruguai, Macau (Região administrativa Especial da China), Itália, África do Sul, Holanda e Estados Unidos da América.

Produtos e serviços ligados à banca, telecomunicações e tecnologias de informação, petróleos, transportes e logística, indústria e turismo, construção civil, intermediação imobiliária, agricultura, entre outros, estão patentes na feira.

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: Oito em cada 100 pessoas expostas ao vírus

Oito em cada 100 pessoas em Angola expressaram a probabilidade de terem entrado em contacto com o vírus Sars-Cov-2 (Covid-19), no âmbito dos testes...
- Publicidade -

Explosões em Beirute: Último balanço dá conta de 137 mortos e pelo menos 100 desaparecidos

As violentas explosões que abalaram Beirute na terça-feira provocaram pelo menos 137 mortos, enquanto pelo menos 100 pessoas continuam desaparecidas, disse hoje o ministro...

COVID-19: Nyusi anuncia a reabertura gradual da economia

Moçambique vai iniciar, a 18 deste mês, o relaxamento das medidas de controlo da propagação da Covid-19 reabrindo as aulas do “ensino superior, escolas...

Secretário americano da Saúde anuncia visita a Taiwan e China se irrita

O secretário de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, Alex Azar, anunciou que visitará Taiwan nos próximos dias, o que fará dele o...

Notícias relacionadas

Covid-19: Oito em cada 100 pessoas expostas ao vírus

Oito em cada 100 pessoas em Angola expressaram a probabilidade de terem entrado em contacto com o vírus Sars-Cov-2 (Covid-19), no âmbito dos testes...

Explosões em Beirute: Último balanço dá conta de 137 mortos e pelo menos 100 desaparecidos

As violentas explosões que abalaram Beirute na terça-feira provocaram pelo menos 137 mortos, enquanto pelo menos 100 pessoas continuam desaparecidas, disse hoje o ministro...

COVID-19: Nyusi anuncia a reabertura gradual da economia

Moçambique vai iniciar, a 18 deste mês, o relaxamento das medidas de controlo da propagação da Covid-19 reabrindo as aulas do “ensino superior, escolas...

Secretário americano da Saúde anuncia visita a Taiwan e China se irrita

O secretário de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, Alex Azar, anunciou que visitará Taiwan nos próximos dias, o que fará dele o...

Países da África austral devem ajudar Moçambique a travar potencial jihadismo, dizem analistas

Alguns analistas alertam para o risco de a província moçambicana de Cabo Delgado ser o ponto de entrada do jihadismo na África austral, e...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.