- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Primeiro-ministro guineense nomeia Domingos Simões conselheiro especial

Primeiro-ministro guineense nomeia Domingos Simões conselheiro especial

O primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes, nomeou Domingos Simões Pereira, líder do PAIGC, principal partido no parlamento do país, como seu conselheiro especial e coordenador do gabinete de apoio às reformas, foi anunciado em despacho oficial, escreve a RTP que cita a Lusa.

No documento, que a Lusa teve acesso, Aristides Gomes justifica a nomeação de Simões Pereira (presidente do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde) com a necessidade de “apetrechamento do gabinete do primeiro-ministro com capacidades técnicas adequadas”.

Aristides Gomes considera ainda “crucial e pertinente” a indicação de Simões Pereira para o seu gabinete no âmbito das respostas às exigências que o seu Governo enfrenta na implementação do plano estratégico operacional Terra Ranka (`o país arrancou`, em tradução livre) que é a base programática do atual executivo.

Aquele programa foi apresentado aos doadores da Guiné-Bissau numa mesa redonda, em 2015, na Bélgica, tendo recebido promessas de apoios financeiros, na ordem de 1,5 mil milhões de dólares (1,33 milhões de euros), mas esse apoio nunca chegou a ser materializado já que o então Governo, liderado por Domingos Simões Pereira, seria demitido meses depois, pelo chefe de Estado guineense, José Mário Vaz.

Evocando divergências políticas e pessoais desde aquela altura, José Mário Vaz recusou-se, por duas vezes, a nomear Domingos Simões Pereira primeiro-ministro, mesmo perante a vitória eleitoral do PAIGC, com o qual sempre se apresentou nas eleições como candidato ao cargo.

Por ter recusado o nome de Domingos Simões Pereira, o PAIGC indicou Aristides Gomes, dirigente do partido e então chefe do Governo cessante, para o cargo de primeiro-ministro e foi aceite por José Mário Vaz.

O novo Governo foi nomeado a 3 de julho, quase quatro meses depois das eleições legislativas, realizadas a 10 de março.

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: Oito em cada 100 pessoas expostas ao vírus

Oito em cada 100 pessoas em Angola expressaram a probabilidade de terem entrado em contacto com o vírus Sars-Cov-2 (Covid-19), no âmbito dos testes...
- Publicidade -

Explosões em Beirute: Último balanço dá conta de 137 mortos e pelo menos 100 desaparecidos

As violentas explosões que abalaram Beirute na terça-feira provocaram pelo menos 137 mortos, enquanto pelo menos 100 pessoas continuam desaparecidas, disse hoje o ministro...

COVID-19: Nyusi anuncia a reabertura gradual da economia

Moçambique vai iniciar, a 18 deste mês, o relaxamento das medidas de controlo da propagação da Covid-19 reabrindo as aulas do “ensino superior, escolas...

Secretário americano da Saúde anuncia visita a Taiwan e China se irrita

O secretário de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, Alex Azar, anunciou que visitará Taiwan nos próximos dias, o que fará dele o...

Notícias relacionadas

Covid-19: Oito em cada 100 pessoas expostas ao vírus

Oito em cada 100 pessoas em Angola expressaram a probabilidade de terem entrado em contacto com o vírus Sars-Cov-2 (Covid-19), no âmbito dos testes...

Explosões em Beirute: Último balanço dá conta de 137 mortos e pelo menos 100 desaparecidos

As violentas explosões que abalaram Beirute na terça-feira provocaram pelo menos 137 mortos, enquanto pelo menos 100 pessoas continuam desaparecidas, disse hoje o ministro...

COVID-19: Nyusi anuncia a reabertura gradual da economia

Moçambique vai iniciar, a 18 deste mês, o relaxamento das medidas de controlo da propagação da Covid-19 reabrindo as aulas do “ensino superior, escolas...

Secretário americano da Saúde anuncia visita a Taiwan e China se irrita

O secretário de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, Alex Azar, anunciou que visitará Taiwan nos próximos dias, o que fará dele o...

Países da África austral devem ajudar Moçambique a travar potencial jihadismo, dizem analistas

Alguns analistas alertam para o risco de a província moçambicana de Cabo Delgado ser o ponto de entrada do jihadismo na África austral, e...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.