Portal de Angola
Informação ao minuto

Banda iraniana condenada a pesada pena de prisão e a 74 chicotadas por tocar heavy metal

(DR)

Blitz

A banda iraniana Confess foi condenada por um tribunal de Teerão a 14 anos de prisão e a 74 chicotadas, por ter “insultado a santidade do Islão”.

Nikan “Siyanor” Khosravi e Arash “Chemical” Ilkhani, os dois membros dos Confess, foram acusados em 2015 de expressar sentimentos anti-religiosos e anti-governo.

Segundo Khosravi, o único motivo pelo qual a dupla não foi condenada à morte deveu-se a uma lacuna na Lei Sharia, seguida pelo Irão.

“Se se insultar o Profeta [Maomé] é-se executado, pois ele está morto e não se pode defender. Mas se se blasfemar contra Deus e se questionar a sua existência, Ele poderá perdoar-te”, explicou, à Loudwire.

Os Confess foram ainda condenados ao pagamento de uma caução de mais de 26 mil euros, o que lhes permitiu sair da prisão e do país em 2017, aguardando pela sentença na Turquia.

A dupla reside hoje na Noruega, após ter pedido asilo a este país, tendo lançado recentemente um novo single, ‘Evin’, o nome da prisão onde esteve encarcerada.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »