InicioDestaquesEx-US Marine acusado de invadir a missão diplomática norte-coreana em Madrid

Ex-US Marine acusado de invadir a missão diplomática norte-coreana em Madrid

Uma audiência de revisão de fiança está marcada para ser retomada na terça-feira no tribunal federal de Los Angeles por um ex-fuzileiro naval acusado de fazer parte de um grupo que invadiu a embaixada norte-coreana em Madrid e roubou computadores e drives de computador.

De acordo com a Reuters, um juiz federal determinou a 2 de Julho que Christopher Ahn, cidadão americano e ex-fuzileiro naval, poderia ser libertado, mas enviado à Espanha para enfrentar acusações locais.

As autoridades espanholas acusaram Ahn, de 38 anos, de estar entre sete pessoas de vários países que invadiram a missão norte-coreana a 22 de Fevereiro em Madrid.

Os invasores levaram computadores, drives de computador e um telefone celular da embaixada, de acordo com documentos judiciais dos EUA.

Investigadores espanhóis identificaram os intrusos da embaixada como membros de um grupo chamado Cheollima Civil Defense, ou Free Joseon, que procura o derrube do líder norte-coreano Kim Jong Un.

Agentes norte-americanos prenderam Ahn a 18 de Abril em Los Angeles.

Um juiz determinou que Ahn poderia ser libertado em troca de uma fiança de USD 1 milhão, com o entendimento de que três pessoas próximas a ele poderiam enfrentar um processo criminal se ele não comparecesse ao tribunal.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.