InicioMundoMédio OrienteSheik do Dubai vai processar uma das suas mulheres, depois de ela...

Sheik do Dubai vai processar uma das suas mulheres, depois de ela ter fugido para Londres

Fontes próximas da princesa Haya, que está neste momento em Londres, dizem que ela tem medo do que lhe possa acontecer se voltar para o Dubai. Uma das filhas do sheik também tentou fugir no ano passado

De acordo com o Expresso, citado pelo MSN, o sheik Mohammed bin Rashid Al Maktoum, líder do Dubai, vai processar uma das suas mulheres, a princesa Haya bint al-Hussein, por esta ter saído do reino sem o seu consentimento. A história está em toda a imprensa britânica e, alegadamente, a princesa fugiu porque era mal tratada e temia pela sua vida. O ano passado, uma das filhas do mesmo sheik, Latifa bint Mohammed Al Maktoum, tentou escapar do Dubai dizendo que tinha sido presa e torturada.

A princesa Haya é uma figura da realeza internacional, nascida na Jordânia, meia-irmã do rei, educada em Oxford, muito próxima do herdeiro ao trono britânico, o príncipe Carlos, e da sua mulher, Camila, Duquesa da Cornualha. A CNN confirmou que o caso vai mesmo ser ouvido no Tribunal Superior do Reino Unido nos próximos dias 30 e 31 de julho.

O sheik pode ver-se envolvido em mais detalhes do que aqueles que deseja partilhar com o tribunal já que a princesa fugiu para Londres com os seus dois filhos e o caso de Latifa, filha não da princesa Haya mas de outra das mulheres do sheik, vai surgir, quase de certeza, como linha de interrogatório à forma como o sheik trata os seus familiares. O “The Telegraph” escreve que a princesa Haya, de 45 anos, escapou depois de terem chegado ao seu conhecimento detalhes sobre o misterioso regresso de Latifa ao Dubai. Em fevereiro de 2018, a jovem tentou escapar de barco do Dubai, dizendo-se prisioneira do regime. Um grupo de homens interceptou-a perto da costa indiana e a última vez que foi vista foi num vídeo divulgado pelos próprios negócios estrangeiros do reino.

Os vídeos mostram Latifa ao lado da Comissária para os Direitos Humanos e ex-presidente da Irlanda Mary Robinson que visitou o país a pedido da família real, de acordo com a missão dos Emirados Árabes Unidos na ONU. “Estas provas respondem às falsas alegações que têm sido feitas sobre a princesa e comprovam que ela está viva e a viver com a sua família no Dubai”.

Tal como a princesa Haya, também o sheik Mohammed, 69 anos, é próximo da rainha. Na quarta-feira, na sua conta no Instagram apareceu um poema que falava furiosamente de uma mulher “traidora e desleal”.

À BBC, fontes próximas da princesa evadida dizem que a sua intenção é a de pedir asilo no Reino Unido. De início uma leal defensora da reputação do Dubai na questão da fuga de Latifa, a mesma fonte diz que a princesa escapou depois de entender que a família do sheik nunca a iria deixar em paz com a nova informação que detinha sobre as reais razões que fizeram Latifa voltar. Essas razões não são conhecidas da comunicação social.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.