Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

FMI aprova novo desembolso para Argentina

Vista do centro financeiro de Buenos Aires (Arquivo) (AFP / Juan MABROMATA)

O Fundo Monetário Internacional (FMI) alcançou, nesta sexta-feira (5), um acordo com a Argentina que libera um desembolso de US$ 5,4 bilhões, parte do crédito para estabilizar a economia do país.

“As autoridades concluíram todos seus objectivos fiscais, monetários e de gasto social no âmbito do programa respaldado pelo FMI no contexto desta revisão”, disse o diretor-gerente interino do Fundo, David Lipton, em um comunicado, citado pela AFP.

Antes de Buenos Aires ter acesso a esta parcela do crédito, o acordo precisa ser aprovado pela direcção do FMI, informou o organismo em comunicado.

A Argentina entrou em recessão em 2018, após duas corridas cambiais que desataram a inflacção e levaram o governo de Mauricio Macri a pactuar um plano com o FMI que, a princípio, foi de US$ 50 bilhões, mas depois foi ampliado em mais US$ 6 bilhões.

Em troca, a Argentina se comprometeu a conseguir equilíbrio fiscal em 2019, e superávit, em 2020, com um duro plano de ajuste.

O Fundo elogiou o país “por seus esforços contínuos e pela implementação firme de seu programa de política econômica” e disse que elas “estão a dar resultado”.

“Os mercados financeiros se estabilizaram em Maio e Junho. Espera-se que a inflação, embora continue em níveis altos, continue a cair nos próximos meses”, garantiu Lipton.

Em 2018, a inflacção foi de 47,6%, e de Janeiro a maio somava 19%. O FMI projeta para este ano que a recessão se mantenha, com uma retração do Produto Interno Bruto (PIB) de 1,2%.

Neste contexto, Macri enfrenta cada vez mais pressão para melhorar a economia diante das eleições presidenciais de Outubro.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »