- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Duas mulheres mortas à machadada e uma por espancamento no Bié

Duas mulheres mortas à machadada e uma por espancamento no Bié

Angop

Duas cidadãs foram mortas por meliantes à machadada numa lavra e uma outra por espancamento na sua residência, pelo esposo, ambos casos aconteceram essa semana nos arredores da cidade do Cuito, província do Bié.

A informação foi avançada hoje, sexta-feira, na cidade do Cuito, pelo director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Comando Provincial da Polícia Nacional do Bié, superintendente-chefe António Hossi, quando falava da situação delituosa dos últimos sete dias.

Contou que as vítimas mortas à machadada (mãe e filha) foram surpreendidas na lavra por dois possíveis meliantes, de 20 e 25 anos respectivamente, que ainda se apropriaram de 50 quilos de milho que as duas mulheres haviam colhido.

Disse que o facto foi denunciado por familiares aos agentes da polícia, que depois de investigação e intensas buscas deteve os presumíveis autores.

Sobre o homicídio por espaçamento, António Hossi fez saber que o facto aconteceu quando o casal discutia e entrou em pancadaria, tendo o esposo deferidos golpes que, presumivelmente, causaram a morte da vítima.

A fonte informou que o suposto autor, já foi detido por efectivos da Polícia Nacional e encaminhado à Procuradoria-Geral da República (PGR), que pode constituí-lo arguido.

O Comando Provincial da Polícia Nacional, nos últimos sete dias, 35 crimes de natureza diversa, menos 18 casos em relação ao igual período anterior que resultaram na detenção de 27 indivíduos, por estarem alegadamente implicados nos referidos casos.

Apontou como causas do cometimento dos delitos, o uso excessivo de bebidas alcoólicas e outras drogas, divergências nos lares, ganância ao lucro fácil, o desemprego, a fome e a miséria crescente, com maior incidência nas classes menos favorecidas, falta de iluminação pública nos principais centros urbanos, assim como a inobservância às regras de trânsito.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.