InicioDestaquesPrincipais accionistas da UNITEL disponíveis para vender parte das suas quotas

Principais accionistas da UNITEL disponíveis para vender parte das suas quotas

Um ou mais dos quatro grandes accionistas da UNITEl, o gigante angolano das telecomunicações, com uma posição dominante no mercado nacional, mostraram disponibilidade para vender as suas participações ou parte delas, informa o Financial Times na sua edição de Domingo.

De acordo com o Novo Jornal Online, o Jornal económico britânico avança que esta possibilidade representa uma “significativa abertura” na economia angolana, que é “uma das mais importantes em África” mas também “uma das mais fechadas”.

O Financial Times, que é um dos mais influentes jornais económicos do mundo, adianta que na linha da frente dos interessados em entrar no mercado angolano pela “porta” agora, ao que tudo indica, aberta pelos sócios da UNITEl, estão três multinacionais: os sul-africanos da MTN – que há meses desistiu do concurso para a 4ª operadora de telefonia móvel em Angola alegando ilegalidades no concurso -, os franceses da Orange, que têm já uma posição das mais fortes em todo o continente africano, dominando de forma clara no universo africano da francofonia, e a Vodafone, do Reino Unido, que procura ganhar quota de mercado em África nos últimos anos.

Actualmente, a UNITEL é detida em partes iguais pela Sonangol – que na recente reestruturação afirmou estar a sair das suas participações desalinhadas com a sua principal actividade -, pela Geni, pela PT Ventures, e pela Vidatel, todas com 25% das quaotas, sendo liderada há vários anos pela empresária Isabel dos Santos.

AUNITEL, segundo o FT, vale hoje cerca de 2 mil milhões de dólares norte-americanos.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.