InicioCiências e TecnologiaCloud Service da Angola Cables prevê ganhos de escala para os agentes...

Cloud Service da Angola Cables prevê ganhos de escala para os agentes económicos

A Multinacional angolana de telecomunicações, Angola Cables lançou recentemente, o serviço de cloud com recurso à sua infra-estrutura global, disponibilizando para o mercado angolano a oportunidade das empresas reduzirem custos com investimento em hardware, beneficiando de um serviço altamente inovador e robusto, disponível 24/7, com a grande facilidade de escalibilidade sob demanda, bem como baixo tempo de instalação.

Com recurso aos data centers, AngoNap Luanda e AngoNap Fortaleza, conjuntamente com os cabos submarinos WACS, SACS e o Monet, a multinacional angolana de telecomunicações disponibilizou ao mercado o AC Cloud, um serviço que vem satisfazer, localmente, uma necessidade real das companhias que operam no país, que antes tinham necessariamente que o adquirir no estrangeiro, pagando em divisas e sem a garantia de uma assistência presencial 24 horas por dia, durante os sete dias da semana.

O AC Cloud é um serviço de computação bastante inovador que propicia solução de infraestrutura como serviço (IAAS – Infrastructure as a service), onde as operações e as informações produzidas, podem ser acedidas a partir de qualquer dispositivo conectado à internet. Estas soluções em nuvem, são capazes de suportar as mais diversas aplicações dos agentes económicos, proporcionando maior agilidade, flexibilidade e segurança.

Segundo António Nunes, CEO da Angola Cables, este serviço funciona muito na lógica da partilha de infraestrutura, sem que, no entanto, as empresas tenham acesso à informação umas das outras, gerando significativos ganhos de escala e de eficiência para as empresas.

“O AC Cloud é um serviço bastante inovador, que através dos circuitos globais, disponibiliza ao mercado empresarial grandes vantagens que vão permitir a redução no investimento em hardware, quer na instalação quer na manutenção, bem como a facilidade de escalabilidade sob demanda e
continuidade de serviços” disse António Nunes.

Recentemente, além do SACS e o Monet, entrou em operação o data center AngoNap Fortaleza, uma infraestrutura instalada no Brasil – Fortaleza, onde passam vários cabos submarinos internacionais, fazendo deste data center um ponto congregador de conteúdos, produtos e serviços digitais como Colocation, Circuitos internacionais e acesso aos conteúdos, servindo como um disaster recovery – DR para as empresas nacionais.

Os utilizadores do AC Cloud terão a vantagem de estar directamente ligados aos principais centros de contectividade internacional, nomeadamente, América do Sul e do Norte e a Europa.

(Nota enviada ao Portal de Angola com pedido de publicação)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.