- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Presidente João Lourenço rende homenagem a Agostinho Neto

Presidente João Lourenço rende homenagem a Agostinho Neto

Angop

O Presidente República, João Lourenço, rendeu em Havana, Cuba, homenagem ao fundador da nação angolana, António Agostinho Neto, com a deposição de uma coroa de flores no busto erguido em sua memória.

Ouvidos os hinos nacionais de Angola e Cuba e depois de se ter inclinado ante o busto de Neto, João Lourenço agradeceu o espírito altruísta de Cuba na ajuda a vários povos, como Angola, nos momentos difíceis.

O Estadista angolano disse que a homenagem era extensiva a todos os líderes fundadores africanos.

Na sua mensagem, as autoridades cubanas disseram lembrar Agostinho Neto como poeta e médico dos pobres, que lutou para a libertação do seu povo do jugo colonial.

No parque dos Próceres Africanos, no município de Playa, Agostinho Neto está entre Marien Ngouabi, do Congo, e Eduardo Chivambo Mondlane, o fundador do partido moçambicano FRELIMO.

Reconhecem-se também as efígies de Oliver Tambo, do ANC da África do Sul, Nkwame Nkruma, do Ghana, Amílcar Cabral, da Guiné Bissau e Cabo Verde.

Despontam no parque dos Próceres os bustos de Sekou Toure, Guiné Conacry, Patrice Emery Lumumba, da RDC, Abdelkader El Djazaire, da Argélia, Gamel Abdel Nasser, do Egipto, e Seretse Khama, do Botswana.

Natural de Icolo e Bengo, António Agostinho Neto proclamou a independência de Angola do jugo colonial português a 11 de Novembro de 1975.

Neto morreu a 10 de Setembro de 1979, em Moscovo, na altura capital da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).

O Presidente João Lourenço deslocou-se igualmente ao Cemitério de Colón, onde rendeu homenagem aos combatentes internacionalistas cubanos.

O Estadista reafirmou a gratidão do povo angolano aos cubanos que sacrificaram as suas vidas na defesa da soberania angolana e da libertação da África Austral do regime segregacionista do Apartheid, então vigente na África do Sul.

No recinto, que, sendo um dos mais importantes cemitérios do mundo, tornou-se um lugar de romaria para cidadãos cubanos e turistas de várias nacionalidades, estão sepultados e expostas fotos de cubanos tombados em vários países, a maioria deles, em Angola.

- Publicidade -
- Publicidade -

“Não há garantia de que uma única vacina em desenvolvimento funcione”

O director-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) fez há instantes uma conferência de imprensa onde sublinhou a importância da instituição no combate a...
- Publicidade -

As chaves para um Sahel pacífico

O Dia Mundial da Paz deve ser um dia que inspira esperança aos sahelianos, e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) está...

Desvendada a causa da misteriosa morte de 300 elefantes no Botswana

Uma cianobactéria foi a causa da misteriosa morte de cerca de 300 elefantes no Botswana em meados deste ano, anunciou hoje o Governo. Acausa da...

Guiné Equatorial exige reformas na ONU e critica primazia do poder

O Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, pediu hoje a renovação e modernização do sistema da Organização das Nações Unidas (ONU), tecendo...

Notícias relacionadas

“Não há garantia de que uma única vacina em desenvolvimento funcione”

O director-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) fez há instantes uma conferência de imprensa onde sublinhou a importância da instituição no combate a...

As chaves para um Sahel pacífico

O Dia Mundial da Paz deve ser um dia que inspira esperança aos sahelianos, e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) está...

Desvendada a causa da misteriosa morte de 300 elefantes no Botswana

Uma cianobactéria foi a causa da misteriosa morte de cerca de 300 elefantes no Botswana em meados deste ano, anunciou hoje o Governo. Acausa da...

Guiné Equatorial exige reformas na ONU e critica primazia do poder

O Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, pediu hoje a renovação e modernização do sistema da Organização das Nações Unidas (ONU), tecendo...

Jovem malaia luta pelo direito de não usar véu islâmico

A decisão de deixar de usar o véu islâmico e denunciá-lo como uma obrigação patriarcal valeu a Maryam Lee muitas críticas e uma investigação...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.