Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Huambo: Hospital Central necessita de 100 doadores de sangue permanentes

Realçada importância de doação de sangue (ANGOP)

Pelo menos 100 doadores de sangue são necessários, de forma permanente, na hemoterapia do Hospital Central do Huambo, com vista a garantir o stock do produto, para evitar mortes de doentes com baixa ou falta de hemoglobina.

Esta necessidade foi manifestada hoje, segunda-feira, à ANGOP, pelo chefe da hemoterapia da maior unidade hospitalar da província, Félix Likissi, realçando que, nesta altura, a instituição não possui nenhum dador voluntário permanente, como se regista em outras instituições do género.

“Todo banco de sangue precisa de doadores voluntários, de forma constante, para que este líquido aguarde pelos doentes e não ao contrário, já que tal facto pode causar, em muitos casos, a morte de doentes, essencialmente aqueles que se encontram em estado crítico”, salientou.

Por falta de doadores, referiu, a instituição tem solicitado o mesmo aos parentes dos doentes que necessitam de transfusões de sangue, situação que tem inviabilizado a rápida recuperação dos cidadãos idos das zonas mais recônditas, pelo facto de o produto doado pelos acompanhantes ser, muitas das vezes, incompatível com o do enfermo.

Face à situação, Feliz Likissi informou que a instituição intensificou as campanhas de sensibilização sobre a importância da doação de sangue, na prestação de um serviço médico e medicamentoso mais eficiente.

Segundo o responsável, durante o mês de Maio, foram realizadas 566 transfusões de sangue, contra 557 do mês anterior, resultantes de 523 doações, na sua maioria de familiares de doentes nas áreas da maternidade, pediatrias, cirurgias e no bancos de urgências.

Com capacidade para internar 800 doentes, a unidade presta serviços nas especialidades de medicina geral, cirurgia geral, ortopedia, pediatria, endoscopia, ginecologia, obstetrícia, dermatologia, hemodiálise, psiquiatria, citologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, estomatologia, imagiologia (raio x, ecografia, TAC e ressonância magnética), de mamógrafo, esterilização, neurologia, cardiologia, hemoterapia, laboratório de análises clínicas e cuidados intensivos.

Asseguram o funcionamento da instituição hospitalar mil e 100 trabalhadores, entre médicos, técnicos de diagnóstico e terapêutico, enfermeiros e administrativos, dos quais 100 contratados.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »