Portal de Angola
Informação ao minuto

Trump culpa democratas pelo afogamento de pai e filha na fronteira

(© Getty Images)

O presidente atirou as culpas para a política de asilo do Partido Democrata.

Donald Trump já comentou as mortes de um pai e de uma filha por afogamento quando tentavam atravessar o rio Bravo (nos Estados Unidos é conhecido como o rio Grande). Antes de sair de Washington para rumar ao Japão onde vai participar na cimeira do G20, o presidente norte-americano reagiu a uma das notícias do dia. A imagem dos corpos do pai e da filha de 21 meses tornou-se viral e está a chocar o mundo.

O homem e a menina, de nacionalidade salvadorenha, sublinha o NM, tentavam entrar nos Estados Unidos a partir da fronteira com o México.

O New York Post refere que o líder norte-americano culpou o Partido Democrata por este desfecho trágico. “Eu odeio-o, e isto podia parar imediatamente se os democratas mudassem as leis. E aquele pai que era provavelmente um tipo maravilhoso com a sua filha… coisas destas não aconteciam”.

Donald Trump lembrou os perigos de atravessar aquele rio. “O percurso através do rio é perigoso. Atravessar o Rio Grande é muito, muito perigoso, dependendo da altura do ano e das condições e da rapidez da água”.

“Nós temos muitos, muitos guardas lá, as pessoas passam pelos guardas. Se tivéssemos as leis certas, que os democratas não nos deixam ter, estas pessoas não tentariam vir para cá, não tentariam. A política de asilo dos democratas é a responsável”, continuou Donald Trump.

Para além de querer alterar estas leias, Trump continua a ser um defensor da construção de um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »