Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Bolsonaro decide revogar decreto sobre porte de armas

Jair Bolsonaro (à esquerda na foto) mantém uma taxa de rejeição inferior à de Fernando Haddad nas duas sondagens (AFP/Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro decidiu nesta terça-feira (25) revogar o decreto sobre o porte de armas feito pelo próprio presidente. A informação foi publicada em uma edição extra do Diário Oficial da União.

Segundo informa a Sputnik, Bolsonaro editou dois decretos em maio sobre porte e posse de armas de fogo e uso de munições.

O recuo do presidente ocorre após o pacote ser alvo de críticas pelo plenário do Senado que pediu a suspensão do decreto. O parecer seguiu para análise da Câmara dos Deputados.

As regras previstas nos decretos continuarão valendo até que a Câmara vote o tema e, eventualmente, aprove a suspensão dos decretos.

O direito ao porte é a autorização para transportar a arma fora de casa. É diferente da posse, que só permite manter a arma dentro de casa.

Além de revogar o decreto, o governo publicou na mesma edição extra do Diário Oficial três novos decretos que tratam do assunto. Também foi enviado um projeto de lei do governo que modifica o Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/2003).

Os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Jorge Oliveira (Secretaria Geral) foram pessoalmente ao Congresso Nacional entregar o novo projeto de lei e anunciar a revogação do decreto e edição de novas regras. Eles ainda devem conceder uma entrevista à imprensa para detalhar as modificações.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »