Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

BPC precisa de reformas para sobreviver, dizem especialistas angolanos

BPC disponibiliza “Crédito Salário” (DR)

VOA | Manuel José

O Banco de Poupança e Crédito de Angola (BPC), tem que ser sujeito a medidas rigorosas se quiser sobreviver, disseram especialistas.

Eles reagiam a informação, segundo a qual, o governo tinha, uma vez mais, feito mexidas no Conselho de Administração retirando Alcides Safeka, do cargo de PCA do banco e colocando no seu lugar António Lopes.

Desta vez, contudo, o governo disse que não irá injectar mais dinheiro no banco.

Estevão Gomes, especialista em gestão bancaria, diz que a solução não passa contudo em trocar constantemente os administradores no BPC.

“A solução não passa por ai, mas sim no rigor interno e externo ao banco e adaptar o BPC transformando-o em instituição geradora de lucros como os bancos privados”, disse.

David Kissadila, especialista em políticas públicas, entende que o BPC tem que abandonar o formato actual de “simples tesouraria”.

“Enquanto não se melhorar os serviços, não se adaptar a nova realidade que se impõe hoje, o BPC nunca vai ter capacidade de concorrer com os bancos privados”, disse Kissadila para quem “o governo tem culpa no cartório porque sempre que o BPC vai abaixo troca de administradores e injecta milhões e milhões como se não tivesse acontecido nada”.

“Enquanto o banco funcionar como uma tesouraria onde as pessoas de confiança política vão buscar os dinheiros nunca sairá deste ciclo”, afirmou.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »