Portal de Angola
Informação ao minuto

População da Caála cresce dois porcento em três anos

(Fotografia: Edições Novembro)

A população do município da Caála, província do Huambo, cresceu de 279.792 para 331 mil e 223 habitantes, nos últimos três anos, cifra que corresponde a dois porcento, resultante da taxa de fecundidade, informou hoje, quinta-feira, o director local dos Registo, Albano Catombela.

Segundo o responsável, em declarações à ANGOP, os dados resultam de um estudo demográfico realizado recentemente pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), com apoio das autoridades tradicionais.

Informou que na cidade da Caála, sede do município com o mesmo nome, reside o maior número da população, com 165.418 habitantes, seguido da comuna do Cuima, com 73.631 moradores.

Por sua vez, a comuna da Calenga possui 52.018 habitantes, enquanto a da Catata é a menos povoada, com 39.056 moradores.

Albano Catombela explicou que os dados do INE revelam igualmente que a taxa de desemprego no município da Caála, 23 quilómetros da cidade do Huambo, é de 44.69 porcento.

Em relação aos 29.53 porcento dos cidadãos empregados, referiu que a maior parte está inserido na função pública, com realce para educação e saúde, mas também destaque para os sectores agro-pecuário, comercial e de fomento industrial.

Disse que o Instituto Nacional de Estatística, em parceria com administração local, projecta desenvolver estudos demográficos em cada três anos, de modo a obter o controlo eficiente da evolução da população, para uma melhor definição das políticas económicas e sociais.

Por isso, o responsável solicitou a população no sentido de colaborar mais com os técnicos do INE, sobretudo, na prestação de dados estatísticos.

Com uma extensão territorial de três mil e 680 quilómetros quadrados, o município da Caála, no corredor Oeste da província do Huambo, é conhecido ainda por “Rainha do Milho”, pelas suas potencialidades na produção deste cereal.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »