- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Ciências e Tecnologia Estamos a desenvolver um novo osso devido ao uso excessivo do telemóvel

Estamos a desenvolver um novo osso devido ao uso excessivo do telemóvel

JN

A utilização excessiva de telemóvel está a causar transformações no corpo humano. Quem é diz é uma equipa de cientistas australiano, que garante que algumas pessoas estão a desenvolver um osso acima do pescoço, porque estarem sempre curvados a olhar para o pequeno ecrã.

Como já tinha sido provado antes, a utilização excessiva dos telemóveis está a causar perda de visão, mas uma outra investigação provou novas consequências do uso excessivo dos telemóveis. Devido à posição que o ser humano utiliza ao olhar para o aparelho, com a cabeça um pouco inclinada para a frente, está a nascer acima do pescoço um novo osso, na base do crânio.

Os investigadores observaram radiografias da coluna cervical lateral, de pessoas entre os 18 e 30 anos de idade, e descobriram 218 casos com este problema, batizado de “protuberância occipital externa”. Dessas 218 pessoas, 10% já tinham o novo osso com pelo menos 2 centímetros de comprimento. Os investigadores concluíram que o problema afeta mais os homens (67%) do que as mulheres, de acordo com o jornal espanhol “La Vanguardia”.

A cabeça humana, que pesa cerca de 4,5 quilogramas, ao ser inclinada para a frente, para se ver o ecrã do dispositivo, exige uma força adicional do pescoço. Esse esforço prolongado faz com que o corpo humano construa novos tecidos ósseos para suportar a massa. O maior osso encontrado foi de 3,6 centímetros num homem, e 2,7 centímetros numa mulher.

A investigação realizada por David Shahar, da Universidade de Sunshine Coast, na Austrália, com o professor associado Mark Sayers, foi publicada no “Journal of Anatomy” em março de 2016, mas voltou à atualidade devido a uma reportagem da BBC, que explica como a vida moderna está a transformar o esqueleto humano. Para perceber se já tem o novo osso, basta pressionar com os dedos, a parte de trás do crânio, logo acima do pescoço. Se sente um pequeno “chifre” provavelmente já sofre do problema.

- Publicidade -
- Publicidade -

COVID-19: Casos da doença em Moçambique ascendem a 409 com mais 55 nas últimas 24 horas

O ministro da Saúde de Moçambique anunciou mais 55 casos do novo coronavírus, aumentando o total de acumulados para 409, dos quais 14 são...
- Publicidade -

Três gerentes da DirecTV, alvo de ordem de captura, se entregam na Venezuela

Três directores da plataforma por satélite DirecTV na Venezuela se entregaram nesta sexta-feira (5) às autoridades, que ordenaram sua captura após o encerramento das...

Covid-19: Sobe para 88 casos positivos e 24 recuperados em Angola

Angola registou, nas últimas 24 horas, mais dois casos positivos e três recuperados da covid-19, informou hoje, sábado, o secretário de Estado para a...

Portugal: Angolanos contam com posto fixo para emissão do BI

Os angolanos residentes em Lisboa, que pretendam tratar o Bilhete de Identidade e o Registo Criminal, vão contar, a partir de segunda-feira (08) ,...

Notícias relacionadas

COVID-19: Casos da doença em Moçambique ascendem a 409 com mais 55 nas últimas 24 horas

O ministro da Saúde de Moçambique anunciou mais 55 casos do novo coronavírus, aumentando o total de acumulados para 409, dos quais 14 são...

Três gerentes da DirecTV, alvo de ordem de captura, se entregam na Venezuela

Três directores da plataforma por satélite DirecTV na Venezuela se entregaram nesta sexta-feira (5) às autoridades, que ordenaram sua captura após o encerramento das...

Covid-19: Sobe para 88 casos positivos e 24 recuperados em Angola

Angola registou, nas últimas 24 horas, mais dois casos positivos e três recuperados da covid-19, informou hoje, sábado, o secretário de Estado para a...

Portugal: Angolanos contam com posto fixo para emissão do BI

Os angolanos residentes em Lisboa, que pretendam tratar o Bilhete de Identidade e o Registo Criminal, vão contar, a partir de segunda-feira (08) ,...

Milhares vão às ruas do Reino Unido contra o racismo e a violência policial

Neste sábado (6), protestos no Reino Unido contra o racismo e a violência policial ecoaram as manifestações que ocorrem nos Estados Unidos em decorrência...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.