- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Estadistas "empurram" implementação do Acordo de Comércio Livre em África

Estadistas “empurram” implementação do Acordo de Comércio Livre em África

VOA | William Mapote

Num painel de alto nível, composto pelos chefes de Estado de Moçambique, Filipe Nyusi, da Zâmbia, Edgar Lungo, da Namíbia, Hage Geingob, do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa, e o rei do eSwatini, Mswati III, entre outros representantes de governos africanos, a cimeira EUA-África abriu nesta quinta-feira, 20, os debates sobre a Zona de Comércio Livre no continente.

O acordo foi assinado em Março de 2018, mas, até ao momento, apenas foi ratificado por 22 países, o que atrasa a sua plena implementação.

Os estadistas foram unânimes sobre a importância da implementação deste acordo, de forma a alavancar o desenvolvimento do continente.

“A implementação deste acordo vai permitir-nos entrar num mercado mais amplo e isso vai permitir que os governos possam combater fortemente o problema de desemprego, da pobreza, etc.”, disse o vice-Presidente da Guiné-Equatorial, Teodoro Obiang Mang, enumerando alguns ganhos que a iniciativa vai trazer.

Com uma população estimada em pouco mais de 1,2 mil milhões de habitantes, a África representa um dos maiores mercados mundiais.

As potencialidades e oportunidades são por todos conhecidas, mas o acordo que irá permitir que os próprios africanos tirem proveitos e benefícios mútuos ainda continua no campo das ideias.

“A união é muito importante. se a África poder falar numa única voz, isso vai trazer um impacto”, destacou o Presidente da Namíbia, Hage Geingob, no que foi corroborado pelos demais estadistas.

Por seu turno, o chefe de Estado do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa, considera que “se estivermos unidos, podemos nos ajudar a desenvolver e modernizar as nossas economias. Acredito que a zona de comércio livre é um passo em frente que é necessário para África. neste caminho, podemos nos relacionar com outros parceiros com mais força e dignidade”.

Contudo, há ainda alguns obstáculos que precisam ser ultrapassados para que o acordo tenha a sua eficácia, lembrou o Presidente da Zâmbia, Edgar Lungo.

“O acordo de comércio livre terá sucesso, apenas, se nós, como países africanos, desenvolvermos capacidades produtivas e criarmos mercado para o comércio. Isso será crucial para a criação de postos de emprego e redução da pobreza no nosso continente”, concluiu Lungo.

A cimeira Estados Unidos-África “Promover uma parceria resiliente e sustentável”, decorre até amanhã, 21, em Maputo, e discute estratégias, visões e iniciativas para a promoção de empresas e investimentos americanos em África.

- Publicidade -
- Publicidade -

Africell Global ganha licença de operadora de telecomunicações no país

A Africell Global Holding Ltd venceu o concurso público para a atribuição do 4º título global unificado para a prestação de serviço público de...
- Publicidade -

Covid-19: Capitólio da Califórnia fecha após membro da Assembleia ser infectado

Um surto de coronavírus está a fechar o Capitólio da Califórnia e a forçar a Assembleia a adiar o seu retorno ao trabalho, enquanto...

Coronavírus já fez mais de 130 mil mortos nos EUA

Viajantes de 15 Estados que registam fortes aumentos nos casos de coronavírus terão agora de ficar 15 dias em quarentena ao chegar a Chicago. Os...

Rússia vai responder às novas sanções anunciadas pelo Reino Unido, diz parlamentar russo

A Rússia responderá adequadamente às novas sanções do Reino Unido, informou o chefe do Comité de Assuntos Internacionais da Duma (Câmara Baixa russa), Leonid...

Notícias relacionadas

Africell Global ganha licença de operadora de telecomunicações no país

A Africell Global Holding Ltd venceu o concurso público para a atribuição do 4º título global unificado para a prestação de serviço público de...

Covid-19: Capitólio da Califórnia fecha após membro da Assembleia ser infectado

Um surto de coronavírus está a fechar o Capitólio da Califórnia e a forçar a Assembleia a adiar o seu retorno ao trabalho, enquanto...

Coronavírus já fez mais de 130 mil mortos nos EUA

Viajantes de 15 Estados que registam fortes aumentos nos casos de coronavírus terão agora de ficar 15 dias em quarentena ao chegar a Chicago. Os...

Rússia vai responder às novas sanções anunciadas pelo Reino Unido, diz parlamentar russo

A Rússia responderá adequadamente às novas sanções do Reino Unido, informou o chefe do Comité de Assuntos Internacionais da Duma (Câmara Baixa russa), Leonid...

Covid-19: Angola sem registo de casos positivos nas últimas 24 horas

O país está sem o registo, nas últimas 24 horas, de novos casos positivos da covid-19, mantendo os 353 infectados. De acordo com o secretário...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.