- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo América do Sul Procurador Geral da Venezuela acusa Guaido de ser 'chefe da máfia e...

Procurador Geral da Venezuela acusa Guaido de ser ‘chefe da máfia e da corrupção’

O promotor-chefe de Caracas disse que o líder da oposição está directamente envolvido no mau uso do dinheiro dos seus subalternos, designado para abrigar desertores venezuelanos na cidade fronteiriça colombiana de Cucuta.

O procurador-geral venezuelano Tarek William Saab, citado pela Sputnik, anunciou na terça-feira que o seu gabinete abriu uma investigação sobre os recentes relatos de corrupção em meio a membros do partido político de vontade popular de Juan Guaido, encarregado de cuidar dos desertores venezuelanos.

“O Ministério iniciou uma investigação criminal com base em evidências tornadas públicas pela mídia internacional e pelas autoridades nacionais sobre a corrupção no maneio do dinheiro alocado para ajudar os venezuelanos na Colômbia”, disse em entrevista colectiva.

No início desta semana, a mídia informou que dois representantes de Guaido, Rossana Edith Barrera e Kevin Javier Rojas, haviam desviado dezenas de milhares de dólares alocados pelas autoridades colombianas e pela Agência de Refugiados das Nações Unidas aumentando o número de desertores sob seus cuidados e usando o dinheiro para benefício próprio. O esquema tornou-se público depois que hotéis na cidade fronteiriça de Cucuta começaram a despejar desertores por contas não pagas que, às vezes, chegavam a US $ 20 mil.

Segundo Saab, os dois usaram o dinheiro para “despesas pessoais, álcool e até prostitutas; Acredita-se que o dinheiro também tenha sido usado para financiar a desestabilização da Venezuela”, de acordo com um relatório da Europa Press.

Saab destacou Guaidó como o chefe da “máfia da corrupção”, dizendo que o líder da oposição é responsável por todo o esquema.

“[Barrera e Rojas] são os autores materiais e Guaidó é o autor intelectual”, disse Saab, segundo a Europa Press. “Nesse sentido, suspeitamos que esses cidadãos estejam a fazer lavagem de dinheiro, corrupção e crime organizado”.

Saab solicitou formalmente às autoridades colombianas que fornecessem provas das irregularidades dos representantes de Guaidó, a quem ele se referiu como “bandidos” e “objectos indesejáveis”.

“Os fundos usados ​​indevidamente por essas pessoas designadas por Guaidó como seus representantes na Colômbia são retirados da Venezuela, portanto, é nossa jurisdição investigar”, disse Saab.

Após os relatos, Guaidó disse que “não tolerará” a corrupção entre as suas fileiras e anunciou uma investigação por conta própria.

Juan Guaidó se declarou “presidente interino” da Venezuela em Janeiro, exigindo que o presidente legitimamente eleito, Nicolas Maduro, renunciasse. Guaidó pediu aos militares venezuelanos para se unirem à sua causa, prometendo amnistia a todos os desertores, mas o exército permaneceu leal a Maduro, que é comandante em chefe de acordo com a constituição do país. Guaidó é acusado de encenar um golpe de Estado fracassado a 30 de Abril.

Maduro é reconhecido como o líder da Venezuela pela Rússia, China, Turquia e vários outros países. Os EUA e seus aliados reconhecem Guaidó como presidente venezuelano.

- Publicidade -
- Publicidade -

Se o Governo falhar, falhamos todos!

A “ COVID-19 não é brincadeira! Além de estar a causar uma segunda vaga em Portugal e noutros países, esta confirmação levou agora o...
- Publicidade -

Candidato à liderança da Federação Angolana de Futebol: Tony Estraga aposta na credibilização do Desporto-rei

Organizar, modernizar a federação e credibilizar o futebol figuram entre as linhas de força do antigo internacional, António Gomes "Tony Estraga", cuja intenção de...

Tomada de Posse da Associação Provincial de Natação de Luanda

No passado dia 05 de Junho de 2020 foi constituída uma nova associação em Prol do desenvolvimento da natação de Luanda. A APNL (Associação...

Economista José Cerqueira: “A saída da crise passa por encarar de frente a luta contra a inflação”

Foi um dos rostos do SEF - Saneamento Económico e Financeiro, um programa de reformas implementado ainda durante o regime de partido único, que...

Notícias relacionadas

Se o Governo falhar, falhamos todos!

A “ COVID-19 não é brincadeira! Além de estar a causar uma segunda vaga em Portugal e noutros países, esta confirmação levou agora o...

Candidato à liderança da Federação Angolana de Futebol: Tony Estraga aposta na credibilização do Desporto-rei

Organizar, modernizar a federação e credibilizar o futebol figuram entre as linhas de força do antigo internacional, António Gomes "Tony Estraga", cuja intenção de...

Tomada de Posse da Associação Provincial de Natação de Luanda

No passado dia 05 de Junho de 2020 foi constituída uma nova associação em Prol do desenvolvimento da natação de Luanda. A APNL (Associação...

Economista José Cerqueira: “A saída da crise passa por encarar de frente a luta contra a inflação”

Foi um dos rostos do SEF - Saneamento Económico e Financeiro, um programa de reformas implementado ainda durante o regime de partido único, que...

Tony Blair: “A África pode cortar o cordão da ajuda. O verdadeiro desafio não é a falta de estratégia dos Estados, mas o tempo...

Num artigo anterior a este publicado pela revista francófona Jeune Afrique, o ex-Primeiro Ministro britânico afirmou: "O verdadeiro desafio não é a falta de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.