Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Estado pode arrecadar USD 110 milhões com privatização de fazendas

Imagem ilustrativa (DR)

O Estado angolano poderá arrecadar cerca de USD 110 milhões com a privatização via concurso público, aberto a 16 de Junho deste ano, de quatro fazendas localizadas nas diferentes províncias do país com uma área total de 42 mil hectares.

De acordo com a Angop, trata-se do projecto Agro-Industrial da Fazenda do Longa, na província do Cuando-Cubango, de desenvolvimento Agrícola de Camaiangala, na província do Moxico, Fazenda Agro-Industrial do Cuimba, na província do Zaire, e a Fazenda de Desenvolvimento Agrícola de Sanza Pombo, na província do Uíge.

Na ocasião, a chefe do departamento de privatização do Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE), Ana Paulo, afirmou que os preços de referência das referidas fazendas estão avaliados entre 22 a 35 milhões de dólares norte americanos.

A responsável, que falava à imprensa na apresentação do concurso público para a privatização de quatro fazendas, uma iniciativa do Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE), afirmou que vai se estender até Setembro deste ano, fase da análise das ofertas finais e adjudicação das vendas.

Por sua vez, Gilberto Luther, administrador Executivo do IGAPE explicou que para o Estado o mais importante, neste segundo processo de alienação, é priorizar investidores nacionais ou estrangeiros que consigam activar, dinamizar a capacidade produtiva e a criação de emprego.

As quatro fazendas dispõem de infra-estruturas, que vão desde edifícios e maquinarias.

Por sua vez, o membro da comissão de avaliação do Ministério da Agricultura, Carlos Paim, fez saber que as fazendas estão prontas para começar a produzir, como é caso da Fazenda do Longa, que na época agrícola 2014/2015 produziu quatro mil toneladas de arroz.

No mesmo período a fazenda Camaiangala produziu três mil toneladas de milho.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »