Portal de Angola
Informação ao minuto

Chissano considera que paz está longe de ser consolidada

Ex-Presidente de Moçambique, Joaquim Alberto Chissano (Foto: Henri Celso)

Folha de Maputo

O antigo Presidente da República, Joaquim Chissano, diz que a paz em Moçambique está longe de ser consolidada apesar dos avanços alcançados, realçando que a fraca participação e inclusão dos moçambicanos pode comprometer a sua construção.

Chissano falava em Maputo, durante o diálogo de alto nível sobre democracia e desenvolvimento económico no país. Falando para uma plateia composta por figuras de vários extratos sociais desde nacionais e estrangeiros o antigo presidente chefe de Estado lembrou que a paz, a democracia e o desenvolvimento são elementos que não podem ser dissociados.

Chissano defendeu ainda que as políticas públicas são fundamentais para um melhor relacionamento entre o povo. Aliás, no seu entender, a paz vai além do calar das armas.

O evento tinha como principal objectivo promover discussões construtivas que permitam forjar perspetivas, a longo prazo para melhorar o desenvolvimento nacional.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »