- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Sanções dos EUA. Huawei prevê quebras de 30 mil milhões

Sanções dos EUA. Huawei prevê quebras de 30 mil milhões

A gigante tecnológica chinesa Huawei prevê que as sanções aplicadas à empresa pelos Estados Unidos da América tenham um impacto de 30 mil milhões de dólares da empresa. Mais do que o esperado.

De acordo com a RTP que cita a Lusa, a informação foi avançada pelo fundador e CEO da Huawei. A empresa espera um impacto negativo de 30 mil milhões de dólares devido às restrições aplicadas por Donald Trump.

Foi a primeira vez que a Huawei quantificou o valor das quebras previstas após o anúncio das sanções norte-americanas.

A empresa está na lista negra de segurança nacional dos EUA, o que impede a venda do produto no país sem uma aprovação especial. Desde o início deste confronto que a Huawei defende que os seus produtos não representam qualquer ameaça de segurança.

As sanções levaram mesmo a Google a limitar a sua relação com a empresa chinesa.

Apesar de a Huawei ter dito inicialmente que as medidas aplicadas não teriam grande impacto, a verdade é que o responsável máximo veio agora afirmar que afinal as sanções vão ter um impacto “forte”.

“Não conseguimos acesso a componentes, não podemos participar em várias organizações internacionais, não podemos trabalhar de forma próxima com muitas universidades, não podemos usar nada com componentes dos EUA”, disse Ren Zhengfei.

No ano passado a Huawei apresentou resultados de 104 mil milhões de dólares. Apesar deste golpe vindo do Ocidente, a empresa espera nos próximos anos continuar a apresentar resultados na ordem dos 100 mil milhões de dólares. Abaixo, no entanto, dos 130 mil milhões esperados.

- Publicidade -
- Publicidade -

COVID-19: Casos da doença em Moçambique ascendem a 409 com mais 55 nas últimas 24 horas

O ministro da Saúde de Moçambique anunciou mais 55 casos do novo coronavírus, aumentando o total de acumulados para 409, dos quais 14 são...
- Publicidade -

Três gerentes da DirecTV, alvo de ordem de captura, se entregam na Venezuela

Três directores da plataforma por satélite DirecTV na Venezuela se entregaram nesta sexta-feira (5) às autoridades, que ordenaram sua captura após o encerramento das...

Covid-19: Sobe para 88 casos positivos e 24 recuperados em Angola

Angola registou, nas últimas 24 horas, mais dois casos positivos e três recuperados da covid-19, informou hoje, sábado, o secretário de Estado para a...

Portugal: Angolanos contam com posto fixo para emissão do BI

Os angolanos residentes em Lisboa, que pretendam tratar o Bilhete de Identidade e o Registo Criminal, vão contar, a partir de segunda-feira (08) ,...

Notícias relacionadas

COVID-19: Casos da doença em Moçambique ascendem a 409 com mais 55 nas últimas 24 horas

O ministro da Saúde de Moçambique anunciou mais 55 casos do novo coronavírus, aumentando o total de acumulados para 409, dos quais 14 são...

Três gerentes da DirecTV, alvo de ordem de captura, se entregam na Venezuela

Três directores da plataforma por satélite DirecTV na Venezuela se entregaram nesta sexta-feira (5) às autoridades, que ordenaram sua captura após o encerramento das...

Covid-19: Sobe para 88 casos positivos e 24 recuperados em Angola

Angola registou, nas últimas 24 horas, mais dois casos positivos e três recuperados da covid-19, informou hoje, sábado, o secretário de Estado para a...

Portugal: Angolanos contam com posto fixo para emissão do BI

Os angolanos residentes em Lisboa, que pretendam tratar o Bilhete de Identidade e o Registo Criminal, vão contar, a partir de segunda-feira (08) ,...

Milhares vão às ruas do Reino Unido contra o racismo e a violência policial

Neste sábado (6), protestos no Reino Unido contra o racismo e a violência policial ecoaram as manifestações que ocorrem nos Estados Unidos em decorrência...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.